Apesar de haver uma grande distância entre o universo e as características de grandes corporações e de micro e pequenas empresas, existem alguns conceitos de gestão utilizados por grandes empresas que deveriam ser copiados e praticados por gestores ou donos de pequenos negócios

É difícil comparar a complexidade de uma grande corporação com a de um micro ou pequeno negócio. Não são apenas os valores em dinheiro que torna inviável a comparação, mas também o volume de produtos e a quantidade de processos e pessoas que são necessárias para fazer uma grande empresa rodar em sua total capacidade.

No entanto, existem alguns conceitos de grandes empresas que possuem alto nível de complexidade e maturidade que poderiam e deveriam ser copiados e utilizados em micro e pequenas empresas. Separamos 04 destes conceitos abaixo:

Controles Internos: Grandes empresas possuem uma infinidade de controles em cada um de seus processos para garantir que os riscos inerentes às atividades desenvolvidas pelos seus profissionais e máquinas estejam controlados, diminuindo a chance de fraudes ou outros grandes problemas ocorrerem e afetarem o resultado financeiro ou a imagem da empresa. No universo de micro e pequenas empresas, o conceito de controles é muito válido e extremamente importante também. Porém, controles em pequenas empresas devem ser mais focados na operação e no caixa da empresa. Como exemplo, uma pequena empresa que vende produtos deve ter controles na parte de estoques, produção e cobrança. Para definir os controles que uma pequena empresa deve ter, pense sempre primeiro no risco que quer cobrir. No caso de uma pequena empresa, os controles citados anteriormente cobrem o risco de ela ficar sem matéria prima, sem produzir e sem receber por suas vendas.

Meritocracia: O conceito de meritocracia é muito simples: um profissional deve ser reconhecido e recompensando de acordo com seu desempenho no trabalho. Este conceito é muito comum em grandes empresas que possuem planos de carreira bem detalhados e robustos. Mas será que é possível aplicar este mesmo conceito em uma micro ou pequena empresa? A resposta é: caso esta empresa tenha ao menos 01 funcionário, sim! Mesmo com poucos funcionários, é possível você recompensá-los de acordo com suas performances. E ao contrário do que muitos pensam, estas recompensas não precisam necessariamente ser em forma de dinheiro. Um elogio, agradecimento, ou um agrado já é uma forma de começar a praticar a meritocracia em seu ambiente de trabalho.

Metas: Empresas de grande porte, quando bem estruturadas e gerenciadas, possuem metas em todos os níveis de sua organização. Normalmente estas metas são acompanhadas de ações bem estruturadas para atingir estas metas. Apesar de este ser um conceito básico e que está totalmente relacionado ao resultado da empresa, ainda muitas micro e pequenas empresas não conduzem seus negócios baseadas em metas. Ao estabelecer metas, a empresa define uma direção e a distância de onde quer chegar. Sem um alvo e ações para atingir este alvo, a empresa acaba apenas reagindo às forças que agem sobre ela e corre o risco de estagnar em sua posição no mercado. Além disso, ao estabelecer metas, é imperativo que se estabeleça as ações que devem ser realizadas para atingir as metas, assim como definir a forma como irá acompanhar se as metas estão ou não sendo atingidas.

Indicadores: Indicadores são ferramentas gerenciais de extrema importância para grandes empresas. Como o próprio nome diz, os indicadores servem para indicar aonde as coisas não estão indo como deveriam para que a empresa possa agir. Este conceito de indicadores também não é normalmente utilizado em pequenas empresas que acabam utilizando um evento negativo ou um problema que já se materializou como indicador de que algo deve ser feito. Ao usar indicadores, pequenas empresas possuem a habilidade de agir antes de um problema se tornar real.

Ao aplicar alguns ou todos estes conceitos em um micro ou pequeno negócio, o gestor terá mais ferramentas para controlar e administrar sua empresa, e trilhar seu caminho para quem sabe um dia chegar a ser uma grande corporação!

Veja Também

TRABALHISTA / PREVIDENCIÁRIO TIPOS DE EMPREGADOR PRAZO PARA CADASTRO DE EVENTOS INICIAIS E TABELAS PRAZO PARA TRANSMISSÃO FOLHA DE PAGAMENTO E ENCARGOS TRA...
Como comprar importados pela internet É preciso cuidado, porém, para não se dar mal. Ao adquirir um produto estrangeiro, o comprador passa a ser caracterizado como importador e deixa de se...
O início do fim da guerra fiscal A guerra fiscal do ICMS é assunto que percorre os tribunais há cerca de 30 anos. Trata-se de questão federativa delicada, que coloca em lados opostos ...
É inválido pedido de demissão do menor sem assistê... Uma trabalhadora ajuizou reclamação contra seu ex-empregador alegando a existência de vício no pedido de demissão, já que este foi assinado somente po...
Veja as regras da lei que amplia para 20 dias a li... As empresas vão poder ampliar de 5 para 20 dias a duração da licença-paternidade, segundo uma lei sancionada pela presidente Dilma Rousseff na véspera...
Sucessão Empresarial – Responsabilidade por débito... O artigo 448 da CLT determina: "a mudança na propriedade ou na estrutura jurídica da empresa não afetará os contratos de trabalho dos respectivos empr...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *