Você já ouviu falar no Registrato? Mesmo pouco conhecido pelos consumidores, esse é um documento bem útil e que pode ser gerado gratuitamente pelo Banco Central. A partir dele, é possível qualquer usuário consultar o histórico de contas ativas e inativas, dívidas, financiamentos e empréstimos relacionados ao CPF ou CNPJ.

Dessa forma, o Registrato pode ser consultado por meio de computador, de forma simples e prática. Porém, para usar o sistema, é necessário possuir conta no Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica, Itaú, Santander, Sicoob ou Sicredi. Assim, é possível ativar o serviço e depois realizar a consulta. A seguir, confira como entrar no Registrato e consultar contas e dívidas no seu CPF ou CNPJ.

Saiba como ativar o Registrato

É primeiro momento, como explicamos, é preciso fazer seu cadastro na ferramenta. Para isso, o usuário pode optar por fazer pelo aplicativo do banco, internet banking ou certificado digital.  No caso do internet banking, por exemplo, é enviada uma frase de segurança para registro no banco que o usuário utiliza.

Já em outras formas de cadastro, há a possibilidade de envio de carta ou pessoalmente, mas ambas formas estão suspensas por conta da pandemia. Por fim, o usuário também pode se cadastrar pelo aplicativo do banco, seguindo o passo a passo a seguir, de acordo com a sua instituição financeira:

  • Banco do Brasil: “Menu” > “Serviços” > “Registrato”;
  • Bradesco: “Registrato”;
  • Caixa Econômica: “Senhas e Configurações” > “Registrato Banco Central”;
  • Itaú: “Serviços” > “Registrato Banco Central”;
  • Santander: “Menu” > “Santander On” > “Meu Momento” > “BACEN Auto Credenciamento Registrato”;
  • Sicoob: “Serviços” > “Registrato Banco Central”;
  • Sicredi: “Sicredi X” > “Registrato”;

Passo a passo para realizar seu cadastro

Depois do primeiro passo dado, de acordo com o seu banco, e finalizar o processo, você receberá uma senha. Anote-a e vá para o site do Banco Central (no caso, o aplicativo abriu diretamente a página). Em seguida, informe os dados no site do BANCE e clique em “Concluir o cadastramento”. E pronto, o seu registro no Registrato estará finalizado. Agora, é só clicar em “Acessar Registrato”.

Acessando o serviço, é pissível consultar seu CPF e CNPJ e tirar todas as suas dúvidas sobre dívidas e similares. Para isso, basta abrir o site do Banco Central, inserir seus dados e clicar em “Entrar”. Assim, abrirá a tela de “Solicitação de Relatórios”, onde é possível consultar suas chaves PIX, endividamentos, relacionamentos financeiros e operações de câmbio. Vá em “Meus endividamentos” e clique em consultar.

Agora é só colocar o período e tipo de relatório desejado, e clicar em “Gerar relatório”. Pronto! Ele sai na hora, e pode ser visto no site, salvo em PDF ou até mesmo enviado para o seu e-mail cadastrado. 

Fonte: seucreditodigital.com.br Por Bruna Valtrick

Veja Também

Contribuição previdenciária: um alerta e um alento... No plano infraconstitucional, a hipótese de incidência é definida pelo artigo 22, itens I e II, da Lei nº 8.212 de 1991, Lei de Custeio Previdenciário...
Simples Nacional: Fiscos identificam contribuintes... Foi concluída a seleção dos optantes do Simples Nacional que serão objeto do Alerta do Simples Nacional 4. As ações integradas identificaram cerca de ...
Alckmin amplia benefício de isenção de IPVA para p... ​​O governador Geraldo Alckmin assinou nesta segunda-feira (9/10), em evento no Palácio dos Bandeirantes, decreto que regulamenta a Lei nº 16.498/2017...
Aposentar-se pede criatividade Mesmo quem não economizou para quando parar de trabalhar pode encontrar alternativas Nova York, EUA. Para Phyllis Edelman, 61, levar cães para passea...
Declaração do MEI: Prazo Termina em 31 de Maio O empresário individual optante pelo SIMEI no ano-calendário anterior, deverá apresentar, até o último dia de maio de cada ano, à RFB, a Declara...
Parcelamento especial da Lei nº 11.941/2009 pode s... A Receita Federal do Brasil alerta que somente até o dia 31/3 será possível fazer esses procedimentos, após esse período não será mais possível realiz...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta