Como conseguir superar o estresse e a tensão entre milhares de mensagens, telefonemas e cobranças.

“O ambiente de trabalho moderno se tornou um enorme jogo ao estilo Jenga, no qual tentamos colocar peças no topo, tirar as de baixo e manter tudo estável enquanto isso.”

Essa é a opinião de Bruce Daisley, que estuda cultura corporativa, escreve e faz podcasts sobre como ser feliz no trabalho.

A BBC ouviu Daisley para a série de vídeos BBC Ideas (em inglês), onde ele falou sobre como tornar a vida menos estressante e melhorar o ambiente.

1 – Desligue as notificações de email

A coisa mais fácil para reduzir o nível de estresse gerado pelo trabalho é desligar as notificações de email no celular.

Metade das pessoas que checam os emails fora do trabalho mostram sinais de alto nível de estresse.

Ficar conectado o tempo todo é um dos principais fatores de estresse — Foto: Pixabay

Ficar conectado o tempo todo pode parecer normal hoje em dia. Na verdade, é algo que não só gera estresse, mas é ruim para o próprio trabalho: não ter um momento de relaxamento diminui a produtividade.

2 – Pare para o almoço – e não coma na mesa de trabalho

Comer na mesa de trabalho se tornou um hábito tão comum que é algo que está contribuindo para aumentar nossos níveis de irritação.

Deixar a agenda tão cheia que não dá tempo de parar para o almoço não pode virar um hábito. E se já virou para você, é hora de voltar atrás.

Uma pausa para o almoço fora do escritório é importante para diminuir o estresse. — Foto: Pixabay

Inúmeros estudos científicos comprovam que a melhor maneira de garantir que você terá energia e concentração é fazer uma pausa.

3 – Entre no modo “eremita”

Cada vez mais pessoas estão tendo dificuldade em terminar o trabalho por causa de tantas interrupções.

O professor Well Cal Newport, da Universidade Georgetown, em Washington, afirma que temos que criar um “modo monge”. O que seria isso?

Vá para algum lugar tranquilo em parte do expediente — Foto: Pixabay

É ir para algum lugar calmo, como nenhum barulho, nenhuma interrupção, onde você possa trabalhar por até 1h30 continuamente, focado. O ideal é fazer isso cerca de duas vezes por semana.

Depois, você vai para o escritório normalmente lidar com os emails e reuniões. Além de tudo, se isso for viável, você tem a vantagem de poder escapar da hora do rush no caminho para o trabalho.

4 – Converse mais

A maior parte das empresas hoje está procurando por ideias sobre como melhorar a inovação e criatividade no escritório.

Uma pesquisa do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos EUA, mostra que uma das melhores formas de aumentar a criatividade no ambiente de trabalho é aumentar o quanto as pessoas conversam entre si.

Ben Weber, um dos pesquisadores, diz que pequenos fatores influenciam o quão propensas a conversar as pessoas são – até mudar a localização da máquina de café pode ajudar a aumentar a interação.

Um escritório mais ‘falante’ tende a ser mais criativo — Foto: Pixabay

Instalar o café em um ambiente onde as pessoas possam ter discussões e conversas ajuda a aumentar o diálogo. O papo pode até ser sobre uma série de TV ou um jogo de futebol, mas eventualmente pode acabar se tornando uma discussão de trabalho.

Pode parecer estranho que incentivar os funcionários a conversar vá ajudá-lo e trabalhar melhor, mas a pesquisa do MIT indica que os escritórios mais criativos são aqueles onde se conversa mais.

5 – Tenha um dia de descanso digital

O estresse é uma das principais barreiras da criatividade no trabalho, e estar ligado no celular o tempo todo aumenta essa tensão.

Uma das melhores maneiras de resolver esse problema é fazer uma pausa – como um fim de semana relaxando longe da internet e do celular.

Dedicar os finais de semana a atividades offline pode ajudar na produtividade. — Foto: Unsplash

Você precisa se dar permissão para ter um dia de folga do mundo digital, para ficar longe não só do trabalho, mas dos estímulos das redes sociais no fim de semana.

Pessoas ansiosas não são criativas.

6 – 40 horas são suficientes

A cultura de trabalho moderna muitas vezes celebra o fato de as pessoas trabalharem excessivamente.

Os perfis e biografias que ganham destaque na mídia costumam ter histórias de longas horas trabalhadas nos fins de semana.

No entanto, apesar de haver exceções, todas as evidências apontam para o fato de que trabalhar demais não é a melhor ideia: 40 horas de trabalho por semana são suficientes.

Usar as folgas e horários livres para descansar e repor as energias é importante para que estejamos com ânimo ao voltar ao trabalho.

Fonte: g1.globo.com

Veja Também

O eSocial requer uma nova postura do RH O projeto impõe desafios tanto aos fornecedores de software, quanto às empresas que são beneficiadas com suas soluções. Um deles é a não reforma da Co...
Fisco lança uma malha fina para pequenas empresas A Receita já comunicou 26 mil companhias sobre incoerências flagradas nas declarações de 2012 A Receita Federal anunciou a criação da malha fina pa...
FISCALIZAÇÃO TRABALHISTA: ATENÇÃO ÀS VERBAS SALARI... A fiscalização trabalhista e previdenciária, no seu âmbito de ação, tem notificado empresas que utilizam práticas de salário “por fora”. Cuidado es...
Saiba o que muda com a desativação da NF-e 2.0 Nova versão 3.10 passa a ser obrigatória a partir de 1º de abril No dia 31 de março será desativada a versão 2.0 da Nota Fiscal eletrônica (NF-e). A ...
Fisco adia unificação de certidões negativas A Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) adiaram o início da vigência da Portaria Conjunta nº 1.751, editada neste ano. Com...
Gangue dos boletos usa dados do DETRAN para emitir... Um alerta importante para o internauta brasileiro. Os analistas da Kaspersky Lab descobriram que os cibercriminosos brasileiros estão utilizando bases...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta