TRT-SC decide pela demissão justificada de ex-operador do Walmart após relato dos colegas

O depoimento de testemunha sobre a conduta irregular de um funcionário justifica demissão por justa causa. Essa foi a tese adotada pela 6ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho ao negar tentativa de um ex-operador da rede Walmart que queria converter sua dispensa em imotivada. Ele foi demitido após relatos de que fazia brincadeiras de mau gosto com colegas de trabalho no banheiro.

Um empregado mais velho disse que, em uma das ocasiões, o autor e outro colega de trabalho abaixaram as calças e mostraram seus órgãos genitais a ele, dizendo palavras grosseiras. O depoimento foi considerado “verossímil e firme, sem rodeio ou titubeio” tanto pela primeira instância quanto pelo Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (SC). O relato de um auxiliar administrativo, que trabalhara na área de recursos humanos da empresa, confirmou que há reclamações de outros empregados em relação às “brincadeiras” do autor.

No recurso ao TST, o trabalhador alegou que a prova testemunhal não seria o suficiente para justificar falta grave. Ele ainda alegou cerceamento de defesa, disse que nunca havia recebido advertência da empresa e afirmou que as brincadeiras não tinham intenção de ofender os colegas. Para o relator do caso, ministro Aloysio Corrêa da Veiga, a prova testemunhal apresentada pela empregadora conseguiu demonstrar a conduta irregular do funcionário que levou à demissão.

O relator avaliou que o empregado demitido teve assegurados o direito constitucional ao contraditório e à ampla defesa no processo. O ministro disse ainda que, se o tribunal regional admitiu a prova colhida e concluiu pela procedência da dispensa, não cabe ao TST mudar a decisão. Verificar alegações do operador sobre as brincadeiras exigiria o reexame dos fatos e provas, procedimento vedado pela Súmula 126 do TST. A decisão foi unânime.

Fonte: noticenter.com.br

Veja Também

Governo ainda não decidiu se tabela do IR será cor... Sem correção há mais de 1 ano, tabela do IR acumula defasagem de 83% desde 1996, segundo Sindifisco. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afi...
Flexibilização da CLT exige RH com perfil estratég... Recentemente uma concessionária de serviços públicos solicitou à consultoria Grant Thornton, especialista em pequenas e médias empresas, uma proposta ...
Contabilidade como arma estratégica Além de uma obrigação, a contabilidade é uma importante ferramenta de gestão Você já deve ter ouvido falar de algum dono de micro ou pequeno negóci...
O que as empresas querem de seus colaboradores? Responsabilidade, ética e comprometimento com resultados lideram entre as qualidades mais apreciadas num profissional para esse ano. Numa análise d...
Ergonomia, a sua Empresa pratica? Um dos princípios da arquitetura é ter o ser humano como escala para tudo o que é fabricado, porém existem as diferenças inerentes de pessoa para pess...
Como registrar um funcionário? Confira o passo a p... Após o processo de seleção para o preenchimento de uma vaga, é hora de realmente efetuar a admissão do novo colaborador. São documentos que precisam s...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta