Um levantamento do Sebrae apontou que empresas aderentes ao Simples Nacional, regime tributário para organizações de receita bruta anual de até R$ 3,6 milhões, têm taxas de sobrevivência em dois anos bem superiores às que recolhem tributos via lucro real ou presumido.

Entre as empresas do Simples, 83% chegam ao segundo ano de vida, contra 38% das que recolhem nos outros dois modelos, destinados a organizações cujo faturamento supera o limite do regime simplificado, por exemplo.

A pesquisa foi feita entre setembro e novembro de 2016 com 6.023 empresas de todo o país, no setores de indústria, comércio e serviços.

Para o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, o regime ajuda porque permite o pagamento de impostos federais, estaduais e municipais em uma só guia.

Em 2018, a faixa de receita que permite a adesão ao Simples Nacional subirá para R$ 4,8 milhões anuais.

Mas nem sempre o modelo simples é a melhor alternativa para a pequena empresa.

“O sistema de lucro presumido pode ser vantajoso para quem tem margens maiores e folha salarial de menor porte”, aponta Douglas Mota, sócio da área tributária do Demarest Advogados.

Fornecedores de serviços intelectuais, como médicos, arquitetos e engenheiros, e os setores de comércio e indústria podem ter que pagar uma alíquota maior no Simples, diz Rogério Pires, sócio da área tributária do Boccuzzi Advogados. Nesse caso, vale adotar o lucro presumido.

A taxa de sucesso das empresas do Simples estaria atrelada ao fato de que tratam-se de organizações com investimento menor.

“Uma vez que a empresa cresce, a tendência é que seus riscos também aumentem, e isso se reflete nas suas chances de sucesso posterior”, afirma Pires, do Bocuzzi.

Fonte: Folha de São Paulo

Veja Também

Receita pega 1,3 mi de contribuintes na malha fina... O número deve diminuir até o final do ano, afirma Monteiro, à medida que as pendências forem resolvidas.Quem tem problemas pode corrigir as informaçõe...
Decisões mantêm exigência de novo ponto eletrônico... O prazo para se adaptar à portaria nº 1.510, de 2009 - que disciplina o uso do sistema - é 1º de setembro. No entanto, um grupo de trabalho formado po...
Nova lei do aviso prévio retroage até data de ediç... Até a edição da Lei 12.506/2011, o único prazo legal era de 30 dias, inclusive para os domésticos (Constituição, artigo 7º, inciso XXI, parágrafo únic...
Lucro Presumido – Seja bem vindo ao ‘C... Muitos profissionais do ramo (administradores, contadores, pessoal de TI e etc.) achavam que o SPED não ia pegar, pois é, pegou e agora é para valer. ...
São Paulo cobra dívidas de ICMS sobre vendas para ... A Secretaria da Fazenda de São Paulo (Sefaz) notificará nesta semana empresas que vendem para consumidores finais de outros Estados e que devem ICMS s...
Trabalhador admitido e demitido 50 vezes obtém uni... O empregado ajuizou reclamação trabalhista na Vara do Trabalho de Mogi Guaçu (SP) pleiteando o reconhecimento de um único contrato de trabalho no perí...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta