O Pronampe foi criado pela Lei n.º 13.999 em maio de 2020, e no último dia 9 de Junho foi regulamentado pela Portaria RFB 978, prevendo condições especiais de crédito para empresas com receita bruta auferida em 2019 de até 4,8 milhões de reais.

A Receita Federal do Brasil (RFB) iniciou o envio de comunicados às Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) com informações sobre a receita bruta, com base nas declarações ao Fisco. O objetivo é que através desses comunicados, os bancos possam de forma segura avaliar o limite de crédito para cada empresa, o qual será de até 30% da receita oficial no ano de 2019.

Outras informações sobre o Pronampe:

  • Taxa de juros: SELIC + 1,25% ao ano (selic em maio 2020= 3% ao ano);
  • Prazo para pagamento: 36 meses;
  • É obrigatório apresentar certidões: NÃO;
  • Bancos que vão operar o programa: Banco do Brasil, CEF e outros privados como Itáu, Bradesco e Santander;
  • Contrapartidas: as empresas que aderirem deverão garantir empregos, preservando o quantitativo de empregados em número igual ou superior ao verificado na data da publicação desta Lei, no período compreendido entre a data da contratação da linha de crédito e o 60º (sexagésimo) dia após o recebimento da última parcela da linha de crédito;
  • Garantias exigidas: deverá ser exigida apenas a garantia pessoal do proponente em montante igual ao empréstimo contratado, acrescido dos encargos. Para empresas constituídas e em funcionamento há menos de 1 (um) ano – a garantia pessoal poderá alcançar até 150% (cento e cinquenta por cento) do valor contratado, mais acréscimos.

Em resumo, o Pronampe deverá ser um excelente meio para se levantar crédito barato, mas será importante avaliar antes de tomar tal crédito a condição que é manutenção do número de funcionários atual da empresa. A Jota Contábil fará o envio dos comunicados recebidos da RFB a nossos clientes interessados nesse programa para que possam falar com seus gerentes bancários e assim avaliar a tomada do crédito ou não.

Atenciosamente,

Equipe Jota Contábil

Veja Também

Contribuinte pode ter dificuldade para migrar a no... Os contribuintes que aderiram ao primeiro parcelamento de dívidas federais do ano, instituído pela Medida Provisória (MP) 766, em 4 de janeiro, podem ...
09/04/2012 – Extrato da Declaração do Impost...   A regularização por meio do e-CAC pode evitar muita dor de cabeça. Um contribuinte que acredita ter direito à restituição pode, por descuido, ...
Empresas não estão prontas para Fisco digital Dos participantes da pesquisa realizada pela FiscoSoft, 33% são indústrias, 32% prestadores de serviços, 25% do comércio e 1% do setor financeiro. Des...
PORQUE O E-SOCIAL NÃO VAI ACABAR Com o lançamento da GFIP em Janeiro de 1999 e com a consequente obrigatoriedade de utilização do programa SEFIP, a promessa era de que a no...
Você está estressado? Responda o questionário e descubra seu grau de estresse ocupacional Estresse ocupacional é a tensão excessiva que o trabalhador sofre em função do ...
Novas Regras do cheque especial: fiquem atentos às... Prezados Clientes, Começaram a valer à partir de hoje, 6 de Janeiro de 2020, as novas regras sobre o cheque especial. Os juros foram limitados a 8...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta