E a lâmpada, se não fosse Thomas Edison com suas tentativas e erros – e não foram poucos, mais de 1.400 tentativas até acertar para chegar na lâmpada elétrica. Durante sua vida, Edison teve mais de 1.093 patentes registradas.

Como faríamos para percorrer grandes distâncias se Santos Dumont não tivesse o “estalo” de inventar o avião, que é considerado hoje um dos meios de transporte mais rápidos e seguros?

Estes exemplos são só para deixar bem claro a importância do ímpeto do empreendedor. Trata-se de alguém que enxerga à frente. Onde ninguém vê nada, ele visualiza um horizonte de oportunidades, brechas, um novo negócio ou serviço, uma maneira diferente de conquistar o cliente.

A IMPORTÂNCIA DA VISÃO

O empreendedor lidera mudanças, assume responsabilidades e inova. Claro que com os pés no chão, mas se for necessário para concretizar seu sonho e ter sucesso pular do alto de um prédio numa piscina localizada no térreo, com certeza ele pula.

Mas não sem antes verificar se ela está cheia de água, a profundidade da piscina, suas dimensões, condições de segurança, velocidade do vento, roupa e equipamentos adequados para o salto. Existe o risco, é claro, mas é um risco calculado.

E não existem apenas empreendedores com negócio próprio. Há também os que trabalham como colaboradores em empresas, contribuindo com idéias para o crescimento, para novos projetos, identificando necessidades e desejos que muitas vezes o cliente desconhece, mas no momento que são colocadas em ação se tornam um grande sucesso de vendas ou de economia de recursos.

O empreendedor ao criar um produto, serviço ou processo, tem muito mais vantagens do que desvantagens, passa na frente da concorrência, aprende, conquista primeiramente o mercado.

Se der certo, ótimo, se der errado, está muito mais propenso a dar certo da próxima vez, pois adquiriu know-how, conheceu melhor o seu público-alvo, a demanda e por conseqüência quanto terá que ofertar.

Enfim, está muito melhor preparado e pronto para colher resultados positivos e expressivos de sua idéia.

O MELHOR CAMINHO

Nas épocas de crise faça como poucos, crie, faça do seu negócio um atrativo, com diferenciais que chamem a atenção do seu cliente. Seja criativo, use a imaginação, inove. Só assim você poderá obter bons resultados, aparecer, dar as caras ao mercado e ser conhecido.

As empresas que se sobressaem sobre as outras são aquelas que não vivem na mesmice, na rotina, do fazer igual todos os dias, e sim, aquelas empreendedoras, que tomam a iniciativa, saem na frente, dando o primeiro passo para conquistar a sua fatia de mercado.

Planeje, pesquise, tome ações embasadas no conhecimento adquirido, aja com responsabilidade, empatia, transparência, atitude, flexibilidade. Enfim, arrisque, empreenda, faça sua empresa ser um sucesso!

FONTE: Valor Econômico – Lucy Kellaway

 

 

 

Veja Também

Lucro Presumido – Seja bem vindo ao ‘C... Muitos profissionais do ramo (administradores, contadores, pessoal de TI e etc.) achavam que o SPED não ia pegar, pois é, pegou e agora é para valer. ...
Empresas e a contratação de MOTOBOYS – Responsabil... O problema é que não havia qualquer lei que disciplinasse especificamente este tipo de trabalho, o que gerava inúmeras contratações informais de pesso...
Salões de beleza estão livres para contratar sem c... Lei permite relação de parceria entre trabalhador e empresa Nos salões de beleza, o sistema de parceria entre profissionais e o dono do negócio é a...
Dúvidas persistentes do imposto na nota Empresas têm poucos dias para se adequar à nova exigência, mas ainda há importantes pontos a esclarecer Já no início de junho, após um ano de adiam...
O que é necessário para contratar um trabalhador a... http://www.sebraesp.com.br/arquivos_site/biblioteca/guias_cartilhas/como_contratar_mpe
O Que é Uma Estratégia Competitiva? Diante disso cabe a seguinte pergunta: _ Por que um vestido do Versace vale R$ 50 mil e o da sua confecção vale R$ 80? Por que uma tela com umas manch...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta