Um tema que vem causando grande preocupação aos empresários nos dias de hoje, diz respeito à relação de sua empresa com seu Representante Comercial e os sérios riscos trabalhistas desta relação no Brasil.

A Lei 4886/65 (com posteriores alterações), que disciplina a representação comercial no Brasil, em seu artigo primeiro, é clara ao definir o Representante Comercial como sendo a pessoa física ou jurídica, sem relação de emprego que, em caráter não eventual, desempenha a mediação de negócios. Esta mesma Lei disciplina os direitos e indenizações devidas ao Representante, no caso de rescisão contratual por iniciativa da empresa representada.

Ocorre que, muitas vezes, a empresa representada, por falta de orientação prévia, com o término da sua relação contratual com seu Representante Comercial, acaba sendo acionada na Justiça do Trabalho por este mesmo “Representante”, que passa a pleitear vínculo trabalhista e outros direitos legais, como se fosse empregado da empresa representada.

Ora, a fim de tentar minimizar este risco trabalhista, recomenda-se algumas cautelas ao contratar um Representante Comercial, como:

a) o Representante Comercial deve ter uma empresa aberta;
b) tanto a pessoa física do Representante, como sua empresa, obrigatoriamente, devem ter registro no Conselho Regional de Representantes Comercias;
c) deve haver um contrato escrito entre as partes – empresas;
d) o Representante Comercial deve ter autonomia no exercício de suas atividades;
e) o Representante Comercial poderá representar outras empresas (não concorrentes) – deve-se evitar a exclusividade;
f) o Representante Comercial deve ter local próprio para exercer suas atividades;
g) não garantir pagamento fixo mensal;
h) não dar ajuda de custos – o Representante Comercial deve assumir os riscos de sua atividade.

Por conseguinte, uma vez celebrado o contrato de representação comercial e o início das atividades, recomenda-se as seguintes cautelas:

a) a empresa representada não deve passar instruções, controlar o horário ou o roteiro de viagens/visitas do Representante;
b) a empresa representada não pode exigir comparecimento diário/semanal/ habitual do Representante em sua sede;
c) o Representante não pode ter cartão de visitas, crachá, ou utilizar e-mail e material impresso (formulários, timbrado) da empresa representada;
d) a empresa representada só deve pagar as comissões após o efetivo pagamento pelo cliente.

Frise-se, que para pedir direitos trabalhistas no Brasil, a Lei prevê um prazo de 2(dois) anos após o término da relação de emprego, para buscar eventuais direitos referentes aos 5 (cinco) últimos anos de trabalho. Já na esfera comercial, o Representante comercial tem 5(cinco) anos para pleitear eventuais direitos ou comissões devidas. Geralmente, somente um dos dois caminhos é seguido.

Portanto, para evitar transtornos e riscos, a empresa deve ter foco na advocacia preventiva e sempre buscar a “due diligence” em seus contratos de representação comercial.

CARLOS ROBERTO HAND

Veja Também

Novo sistema reduz custos de emissão de notas fisc... Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica acaba com obrigatoriedade do uso de equipamentos homologados pela Receita Federal A partir de novembro de 2014, ...
Carteira de trabalho será extinta, diz gerente do ... "O eSocial está embasado em três grandes objetivos do governo federal: garantir direitos trabalhistas e previdenciários, simplificação do cumprimento ...
Despesas médicas lideram erros cometidos nas decla... Quaresma esclareceu que mesmo que o contribuinte ajude os parentes, e pague o plano de saúde, se eles não estiverem como seus dependentes, essa despes...
DIREITO PREVIDENCIÁRIO – GUIA DA PREVIDÊNCIA... O contribuinte que eventualmente possuir recolhimento inferior a R$ 10,00 deverá acumular este valor com os próximos recolhimentos até que a soma atin...
Gorveno prorroga incentivos à indústria até 2015... http://economia.estadao.com.br/noticias/mercados,governo-prorroga-incentivos-a-industria-ate-2015,1514345
Era Sped: e sua empresa, preparada? Pense que o Sped é um projeto de escopo nacional, aplicado aos diversos ambientes de negócios, de produtos e serviços, profissionais e modelos de gest...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta