Entender a fundo o funcionamento do negócio, assim como seus fatores de sucesso, são as duas atribuições mais importantes para empreendedores que pretendem encontrar o ponto comercial perfeito. Considerada uma das decisões mais significativas para uma empresa nascente, a escolha da localização precisa levar em consideração, além das particularidades do negócio, as características do público-alvo e a quantidade necessária de clientes para tornar o empreendimento rentável.

Para Susana Figoli, diretora da empresa especializada em inteligência geográfica de mercado Geofusion, o processo deve começar com este entendimento da organização para só então partir efetivamente para uma análise do mercado e das regiões da cidade. “É preciso conhecer bem o negócio e seu público-alvo para que seja possível entender em quais regiões da cidade circulam estas pessoas, e consequentemente onde está o maior potencial de mercado para a empresa,” explica Susana.

Junto do perfil do cliente, os hábitos de consumo no segmento de atuação da marca também são determinantes para esta pesquisa de localização. Para a consultora do Sebrae PR, Fernanda Pesarini, a maneira como as pessoas compram determinados produtos e serviços influencia no processo de escolha do ponto. “Produtos com venda por impulso, por exemplo, precisam estar em um local com um fluxo maior de pessoas a pé,” comenta Fernanda.

Entendendo a região

A partir desta compreensão inicial do público-alvo, o procedimento deve seguir para um mapeamento da cidade para indica qual a região de maior interesse. Uma vez que esta decisão tenha sido tomada, o foco do empreendedor deve ser de entender a fundo a localidade e as ruas disponíveis. Entre os principais fatores nesta análise podemos destacar o entendimento da concorrência, a circulação de pessoas, as tendências de crescimento previstas no plano diretor da cidade, a legislação de zoneamento, e até mesmo quais outros negócios no entorno podem ter sinergia com o seu.

De acordo com a diretora da consultoria Geofusion, Susana Figoli, para que esta compreensão seja completa, o ideal é visitar os locais pretendidos em dias e horários distintos para entender a dinâmica da região. “É fundamental ir até o lugar para entender o fluxo daquela localização em cada horário e dia da semana, pois isto pode influenciar diretamente no sucesso do negócio que vai ser instalado,” comenta Susana.

Caso haja a hipótese de ser um ponto “micado”, saber quem já passou pelo imóvel pretendido, assim como o histórico da região e dos negócios no entorno, é um bom complemento para o diagnóstico do local. Para a consultora Fernanda Pesarini, algumas regiões não tem aptidão comercial e por isso a análise histórica faz ainda mais sentido. “É importante saber se o ponto é de fato ruim, pois em muitos casos o problema estava na gestão do negócio e não na localização,” finaliza.

Local ideal deve ser uma combinação entre espaço, conveniência e custo

Quando começou a buscar um imóvel que pudesse abrigar o Villa Coworking, o empreendedor Camilo Prado já sabia que precisava de um ponto comercial que combinasse um bom espaço para o negócio, com um custo acessível, e a conveniência para os potenciais consumidores. Segundo ele, para chegar a este contexto, conhecer o perfil dos profissionais que eles queriam atender foi fundamental. “Sabíamos desde o início quem eram os nossos clientes e quais características eles valorizam em um escritório de coworking”, conta Prado.

O início do processo, de acordo com ele, foi um mapeamento da concorrência, já que a intenção era instalar o negócio longe dos concorrentes e dos bairros com custo maior, ao mesmo tempo que mantinham uma relativa proximidade com o Centro de Curitiba. A escolha final foi por uma casa, no bairro Alto da XV, resultado de uma pesquisa que demorou cerca de quatro meses e rendeu visitas a 25 imóveis diferentes.

A localização também foi determinante para a escolha da nova unidade da Panificadora Cantinho do Sabor, mas diferente do Villa Coworking, o objetivo era a expandir o negócio sem perder os atuais clientes. De acordo com Mabili Ronqui, empreendedora que está à frente da padaria da família, foram quase três anos pesquisando até encontrar o espaço ideal. “Ficar no mesmo bairro era determinante para a manutenção da clientela que conquistamos até hoje,” comenta Mabili. “A diferença agora é que o novo espaço traz muito mais visibilidade para o negócio, já que fica em uma das ruas mais importantes da região.”

Para a consultora do Sebrae Paraná, Fernanda Pesarini, a maior dificuldade é encontrar um ponto comercial que reúna todos ao atributos, o que pode desmotivar os empreendedores e levá-los a uma avaliação inadequada. Por este motivo o planejamento é fundamental neste processo, e segundo Camilo Prado, deve ser feito levando em consideração as necessidades de espaço para o empreendimento, e não o contrário. “É preciso planejar o negócio já pensando nas características necessárias do imóvel, para só então correr atrás do lugar e esgotar todas as possibilidades antes de escolher,” finaliza.

Via http://www.gazetadopovo.com.br/economia/empreender-pme/os-segredos-para-a-escolha-do-ponto-comercial-perfeito-05o8fq3tlixkihpkb8n8dbo60

Veja Também

Fim da burocracia para pequenas empresas A suspensão da exigência de certidões negativas de débitos e a unificação de registros tornam bem mais fácil proceder tanto na abertura quanto no ence...
Sonho do fundador: a continuidade da Empresa Famil... Um planejamento sucessório, em primeiro lugar, consiste em entender e analisar a empresa tal como ela é, a fim de fazer com que os valores e objetivos...
Atenção às novidades na hora de declarar o IR Caso houvesse a obrigação, entretanto, ele teria que passar por uma adaptação, já que pela primeira vez o Imposto de Renda deve ser declarado exclusiv...
Simples Nacional: cinco novas atividades poderão s... O acréscimo dos quatro últimos setores foi motivado pelas emendas ao projeto apresentadas pelos senadores Demostenes Torres (DEM-GO), Francisco Dornel...
Direitos e deveres durante o contrato de experiênc... Legislação prevê benefícios para o trabalhador em período experimental e em situações específicas Na maior parte das empresas, uma relação de trabalh...
Pequenos grandes negócios Veja bem, não é a mesma coisa. Uma empresa grande é grande em tamanho, têm milhares de funcionários, várias unidades de negócios, grande cobertura geo...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *