A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) adiou de março para julho o início da operação da plataforma que vai unificar a cobrança via boletos.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) adiou de março para julho o início da operação da plataforma que vai unificar a cobrança via boletos. Criado para coibir fraudes, o sistema traz como principal novidade para o cliente a possibilidade de pagamento da fatura em qualquer banco mesmo após a data de vencimento.

O adiamento ocorreu para que os bancos tivessem tempo de fazer ajustes em todos os canais de atendimento, como celular e correspondentes, segundo Walter de Faria, diretor-adjunto de operações da Febraban. “Entendemos que seria prudente mudar o prazo para evitar qualquer problema”, diz.
É a segunda vez que a Febraban adia a entrada em operação da plataforma. Inicialmente, o sistema estava previsto para começar em janeiro deste ano. As mudanças ocorrerão de forma gradual, primeiro com os boletos com valor acima de R$ 50 mil. Em setembro, será a vez das cobranças a partir de R$ 2 mil. A data final do cronograma, quando todas as faturas devem estar na plataforma, foi mantida em 11 de dezembro.

O número de boletos bancários emitidos no país chegou a 3,7 bilhões em 2015. A movimentação chamou a atenção de quadrilhas que se especializaram em fraudar os documentos.
Com o novo sistema, todos os boletos passarão a ser registrados. No sistema atual, o banco só toma conhecimento da cobrança quando o documento bate na compensação, o que facilita a ação dos criminosos. No ano passado, o volume de recursos desviados com o chamado golpe do boleto chegou a R$ 320 milhões, de acordo com dados preliminares da Febraban.

Fonte:Contábeis

Veja Também

A vez do Siscoserv É um "sistema informatizado, desenvolvido pelo governo federal como ferramenta para o aprimoramento das ações de estímulo, formulação, acompanhamento ...
Planejar sua sucessão não depende do patrimônio O aumento do número de divórcios pode ser explicado, em larga medida, por alterações na legislação. Segundo observou o IBGE, toda vez que a lei torna ...
EFC ICMS: Bloco K – Obrigatoriedade em 2016 EFD ICMS IPI: Bloco K - Obrigatoriedade em 2016  Na 5a. reunião do CONSEFAZ, do Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ), realizada em Brasí...
Receita Federal alerta sobre mensagens falsas no F... Mensagens eletrônicas falsas estão sendo enviadas em nome do órgão A Receita Federal alerta os cidadãos que estão sendo enviadas mensagens eletrôni...
Armadilhas mentais podem atrapalhar a tomada de de... Conheça os erros mais comuns dos gestores de negócios O ser humano comete equívocos de pensamento mesmo quando acredita estar usando a lógica. Episód...
INSS: QUEM CONTRIBUIU COMO AUTÔNOMO E HOJE TRABALH... O recolhimento ao INSS como contribuinte individual – qualquer trabalhador que exerce algum tipo de atividade remunerada – é obrigatório para quem des...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta