O sistema de franquias apresenta resultados mais seguros e rentáveis do que iniciar empreendimentos por conta própria. Em geral, as franquias de serviço projetam lucros líquidos de 20% a 25%. A rentabilidade no setor de produtos também é razoável variando entre 10% e 15%. E as opções são inúmeras, o empreendedor pode escolher trabalhar nos segmentos de alimentação, cosméticos, vestuário, no setor de veículos, educação, entre outras. É uma maneira segura de alcançar boa lucratividade e diminuir os riscos de prejuízos.

O sucesso de uma franquia não depende somente do ponto onde irá se instalar, mas, principalmente, ao modelo de franchising e a marca que o franqueado está se associando. Grandes marcas já consolidadas tem sido a estratégia utilizada por muitos empresários como forma de entrar no mercado, que também exige muito envolvimento, investimento e um bom planejamento. Sem organização e disciplina, a ideia pode ser boa, mas sua execução pode colocar tudo a perder, inclusive o dinheiro investido.

O diretor executivo da Yes Rent a Car Franchising, Raimundo Teixeira, acredita que se o empresário adotar uma franquia que tenha sucesso comprovado no mercado, que seja estruturada para atender sua rede e tenha condições de transferir todo seu know how, tecnologia ou produto para seus franqueados, a possibilidade de sucesso deste empresário é infinitamente maior. “Ele terá sempre a assessoria, o acompanhamento do seu franqueador, que o orientará para conduzir sua franquia dentro dos padrões que o negócio requer e, por consequência, atingirá os níveis de crescimento, rentabilidade e sucesso do negócio”, afirma o diretor da Yes.

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) aconselha aos interessados que analisem o setor em que quer entrar, verificando se está em crescimento e se o produto ou serviço é adequado para o local onde quer abrir a franquia. Outra questão importante é estar informado sobre a lei que regulamenta o setor.

Fonte: Revista Incorporativa

26/04/2011

Veja Também

Veja os 5 principais erros da declaração anual do ... Saiba quais são as falhas mais comuns na entrega da declaração e veja como corrigir seus erros antes do envio. O dia 31 de maio é o prazo final par...
99% do Sped estará concluído em 2015 O processo de transformação do sistema de escrituração brasileiro começou a ser desenhado em 2005, mas só em 2007 houve um decreto instituindo o Siste...
Empresas desconhecem normas na distribuição de luc... Conforme explica o advogado, a distribuição de lucros é obrigatória entre as empresas, e a falta dela pode gerar erros na contabilidade e, consequente...
Manicômio tributário O poder Executivo diz não acatar a decisão, obrigando-nos a continuar o seu pagamento. E agora, o que fazer? “Se correr o bicho pega, se parar o bicho...
CEST – exigência é adiada para abril/2016 O Conselho Nacional de Política Fazendária – CONFAZ, por meio do Convênio ICMS nº 139/2015 prorrogou para 1º de abril de 2016 a exigência do CEST nos ...
Série Fraudes 1 – Caixa pequeno O intuito dessa série é falar sobre os casos mais comuns e conhecidos de fraudes. Entendendo que as demonstrações contábeis e as técnicas de análise a...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *