Ser um profissional liberal já é a prática padrão em diversas áreas de atuação. Alguns exemplos notáveis são a saúde, direito e construção civil.

Com a crise que assola o país desde 2014, o número de demissões e pessoas que não conseguem encontrar um emprego formal cresceu de forma preocupante. E ninguém ficou a salvo, mesmo profissionais que possuem formação e especialização.

Então, para voltar a fazer parte da população economicamente ativa, muitas pessoas optaram pela inovação, utilizando seus conhecimentos para trabalhar por conta própria.

Nos últimos anos, o número de novos negócios no Brasil tem aumentado significativamente. O crescimento é verificado em quase todas as áreas, principalmente nas que oferecem produtos e serviços diferenciados ou personalizados.

Você já deve ter ouvido falar de pessoas que abandonaram o emprego formal para se tornar profissionais liberais e alcançaram o sucesso. Ou então, de alguém que começou do zero e, hoje, é bem–sucedido.

Se eles conseguiram, você também pode! Com as ferramentas e conhecimentos corretos, é possível se tornar um profissional liberal e atingir os seus objetivos. No mercado, sempre há espaço para ideias inovadoras e novas soluções para os desafios do dia a dia.

A seguir, vamos ensinar tudo o que você precisa saber sobre o profissional liberal, além de dar 7 dicas incríveis para você começar a sua história de sucesso. Basta continuar lendo para descobrir:

O que é um Profissional Liberal?

O profissional liberal é aquele que possui formação técnica ou acadêmica em determinada área. Isso significa que ele tem autonomia, conhecimento e ferramentas suficientes para exercer as suas atividades de maneira independente.

Essas atividades devem ser regulamentadas e legalizadas. O profissional liberal deve estar capacitado, pois possui total responsabilidade pelo serviço ou produto que oferece.

Você pode ser um profissional liberal com ou sem vínculo empregatício. O mais comum, no entanto, é possuir algum vínculo. Por exemplo, um advogado que faz parte de um escritório com dois colegas de profissão.

Diferenças entre Profissional Liberal e Autônomo

É comum que exista confusão entre os termos profissional liberal e profissional autônomo. Porém, existem diferenças entre eles, e você precisa conhecê-las antes de se aventurar no mundo do empreendedorismo.

A principal delas é que o profissional liberal tem formação na área em que atua. Já o profissional autônomo pode ser qualquer pessoa oferte produtos e serviços sem vínculos empregatícios.

Dessa forma, podemos dizer que o profissional autônomo costuma a ter mais conhecimento empírico do que técnico-científico para exercer as atividades. Alguns exemplos são: pintores, eletricistas e encanadores.

Como exemplos de profissional liberal, podemos citar os contadores, médicos, tradutores, dentistas, advogados, arquitetos e administradores. Claro, existem muitos outros. Isso porque é possível trabalhar de forma independente na grande maioria das áreas.

De acordo com o PME (Pesquisa Mensal de Emprego) referente a 2016, estima-se que há mais de 4,3 milhões de brasileiros que trabalham por conta própria. Aqui, estão considerados os profissionais liberais e autônomos.

Esse número já representa mais de 20% do total da população economicamente ativa. Para os próximos anos, a quantidade tende a aumentar, porque muitas pessoas estão em busca de inovação e liberdade.

Lista dos Profissionais Liberais mais Populares

Agora que você já sabe o que é um profissional liberal, vamos mostrar as áreas que possuem maior número de pessoas em atuação. Confira a lista:

Devemos também contar com as diversas ramificações dentro de cada uma das áreas. Por exemplo: médico cardiologista ou engenheiro civil especializado em perícias.

Quais são os direitos e atribuições de um profissional liberal?

Em 2016, houve a aprovação da nova Lei Trabalhista. As modificações foram bastante extensas, em especial para as categorias de profissionais liberais. Por isso, é comum ter dúvidas sobre quais são os seus direitos e deveres, seja você um empregador ou colaborador.

Separamos as principais características de cada tipo de posição para te ajudar a entender melhor o que precisa ser feito.

Confira a seguir:

Profissional liberal na condição de empregado

Na condição de empregado, são essas as diretrizes para o profissional liberal:

Carteira de Trabalho assinada desde o primeiro dia de trabalho;

Salário mensal de acordo com a sua categoria;

Um dia de repouso por semana;

Recebimento do décimo terceiro salário;

Vale-transporte ou auxílio deslocamento para o trajeto casa/trabalho;

Férias de 30 dias a cada doze meses trabalhados com direto a escolha do período;

Adicional de férias;

Para as mulheres, licença-maternidade com 120 dias e para os homens, a licença-paternidade é de 5 dias;

Recebimento do auxílio-doença e aposentadoria por invalidez;

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e seguro-desemprego;

Jornada de trabalho fixa, seja ela integral ou intermitente;

Regulamentação do trabalho em Home Office;

Remuneração também pode ser feita por produtividade;

Contratação sem regime de exclusividade;

Pagamento da contribuição sindical em cota única no mês de abril;

Ter registro ou comprovação de que você possui qualificação para atuar na área;

Profissional liberal na condição de empregador

Já para aqueles que pretendem contratar outro profissional, essas são as exigências:

Registrar devidamente a empresa ou sociedade;

Recolher a alíquota do INSS dos colaboradores;

Todos os colaboradores devem trabalhar com carteira assinada;

A contribuição sindical é paga no mês de janeiro de acordo com a alíquota progressiva de capital social;

Fornecer os equipamentos e materiais necessários para que os colaboradores desenvolvam as suas atividades;

De acordo com área, deve ser paga a insalubridade ou periculosidade. Além de oferecer os equipamentos de proteção individual;

Fazer o depósito do FGTS com valor equivalente a 8% do salário de cada colaborador;

Pagar devidamente os rendimentos dos colaboradores. No caso de atrasos, as correções monetárias deverão ser aplicadas sobre os valores;

Vale a pena ser um Profissional Liberal ou Autônomo?

Para saber se vale a pena ser um profissional liberal ou autônomo, você deve considerar uma série de fatores.

Primeiramente, todo profissional liberal é também autônomo. É preciso se certificar de que você possui as habilidades necessárias para trabalhar nessa modalidade. Isso é, você deve ter iniciativa, disciplina, independência e criatividade, além de diversas outras características que fazem um bom empreendedor.

Mas não se preocupe: é perfeitamente possível aprender essas habilidades. O coaching é um dos seus maiores aliados nessa jornada.

Existem diversas vantagens em trabalhar de maneira autônoma. Conheça algumas delas:

Ter liberdade para fazer os próprios horários;

Conseguir rendimentos acima dos recebidos pelos profissionais da mesma categoria e que trabalham como empregados formais;

Definir os serviços e produtos oferecidos sem a necessidade de se limitar pelas vagas disponíveis;

Extinguir a hierarquia. Em muitos casos, se tornar o próprio chefe.

Como você pode ver, trabalhar como um profissional liberal pode trazer muitos benefícios para a sua carreira. Principalmente se você já tem experiência na sua área de especialização.

Ao mesmo tempo, há alguns pontos negativos que deve ser analisados. Afinal, a liberdade tem o seu preço. Veja:

Os rendimentos não são fixos, a menos que você possua vínculo empregatício;

Eventualidades e imprevistos como problemas de saúde podem impossibilitá-lo de trabalhar por um período, prejudicando diretamente sua receita;

É preciso trilhar um caminho mais longo e desenvolver mais habilidades do que ao trabalhar como colaborador formal.

Mas lembre-se: Toda dificuldade é uma oportunidade de desenvolvimento! Os desafios enfrentados pelo profissional liberal podem trazer excelentes resultados para o futuro. Todo o esforço adicional contribuirá para uma carreira de maior sucesso e reconhecimento, além de impactar positivamente também a sua vida pessoal.

O trabalho tende a ser mais prazeroso, principalmente pelo fato de lidar com a sua área de domínio. Sem contar que ter liberdade para fazer os seus próprios horários e trabalhar nos momentos em que você é mais produtivo é excelente!

Como se tornar um profissional liberal de sucesso?

Existem inúmeros exemplos de profissionais liberais de sucesso. Isso é verdade tanto para pessoas que possuem atenção da mídia em geral quanto para casos menos destacados. Todo dentista, médico ou arquiteto que mantém o seu próprio escritório é um profissional liberal de sucesso.

Muitos desses profissionais começaram do zero ou até mesmo abandonaram o emprego formal para dedicar-se aos seus verdadeiros objetivos e buscar a realização profissional.

O mercado de trabalho, entretanto, está cada vez mais competitivo. Então, é fundamental se manter atualizado, investir em boas técnicas para atrair e manter clientes e utilizar meios diferentes para anunciar os seus produtos e serviços.

Ser um profissional liberal de sucesso demanda muito trabalho. Mas a criatividade pode gerar excelentes resultados. Tenha em mente que o seu sonho é possível e você tem plenas condições de realizá-lo.

7 Dicas para você atingir seus objetivos sendo um profissional liberal ou autônomo

Uma das razões mais comuns que levam pessoas a explorar as possibilidades como profissional liberal é alcançar objetivos que não seriam possíveis em um cenário de carreira tradicional.

Antes de se tornar um profissional liberal, você deve fazer o levantamento de todas as suas metas. É importante entender onde você quer chegar para definir os passos para alcançar esse objetivo. O coaching pode te ajudar imensamente com essa tarefa.

Alguns exemplos comuns de objetivos entre os novos profissionais liberais são aumentar os rendimentos, trabalhar na sua área de especialização ou ter mais tempo para passar com a sua família.

Depois que você souber qual é a sua meta, siga essas 7 dicas incríveis e alcance todos os seus objetivos! Acompanhe:

1 – Invista em conhecimento

O conhecimento é o seu maior bem. É ele que garante que você está apto a se tornar um profissional liberal. Portanto, manter-se atualizado e ir em busca de novos aprendizados faz toda a diferença.

Tenha em mente que além de conhecer a sua própria área de atuação, é imprescindível aprender sobre marketing e gestão, principalmente se você quer empreender. Além disso, dedique-se ao desenvolvimento de habilidades interpessoais e de liderança.

Todos esses conhecimentos são úteis para gerir o seu negócio, saber como vender os seus produtos e serviços e até mesmo para a contratação de novos profissionais liberais.

2 – Montar uma rede de contatos

Independente do produto ou serviço que você trabalhe, é preciso oferecê-los a outras pessoas, entrar em contato com fornecedores e captar clientes. Então, se você quer ter sucesso e alcançar os seus objetivos, é importante ter uma rede de contatos.

O primeiro passo para montar sua networking é identificar a sua área de atuação e possíveis clientes. Compreender o seu público-alvo, por exemplo, é essencial para gerir um negócio de sucesso. Além disso, é preciso estar sempre em contato com outros profissionais da sua área, ex-colegas de trabalho e ex-professores. Esses relacionamentos são importantes para assegurar acordos com fornecedores, receber indicações e estar por dentro dos avanços na área.

Vamos ilustrar com um exemplo: você decidiu montar o próprio escritório de arquitetura. Os clientes em potencial são pessoas que querem construir um imóvel e construtoras. Assim, tê-las em sua lista de contatos é importante para ter novos projetos.

Digamos também que você seja especializado em estruturas modernas. Se um colega de trabalho não lidar com esse tipo de arquitetura e conhecer um cliente que precisa de uma casa moderna, poderá indicá-lo para você.

Hoje, há diversos meios de captar mais contatos e de encontrar pessoas que ajudam na sua divulgação.

Não esqueça que essa é uma via de mão dupla: você também deve recompensá-los através de indicação mútua ou de benefícios atraentes.

3 – Ter resiliência

A resiliência é a capacidade de suportar as variações, mudanças e adversidades sem deixar que elas abalem suas estruturas. Ou seja, é a habilidade de aprender com os seus problemas e erros sem deixar que eles afetem sua capacidade de continuar tentando.

Para isso, você precisa ter objetivos bem definidos e saber exatamente onde você quer chegar. Desta forma, você estará sempre em busca do melhor desempenho e se manterá motivado.

Outro passo essencial para se tornar mais resiliente é melhorar o seu relacionamento com falhas e frustrações. Procure encarar esses momentos como oportunidades de aprendizado e automelhora.

4 – Conhecer os riscos

Ser um profissional liberal é muito diferente de trabalhar como um colaborador formal. Então, você precisa estar preparado para assumir os riscos que essa nova realidade pode trazer.

Uma das principais questões é em relação aos rendimentos. No início, você deve priorizar o desenvolvimento do seu negócio. Lembre-se de que ele precisa de capital para funcionar e crescer.

Por isso, ter conhecimento sobre gestão é tão importante. Com o tempo, as finanças entram nos eixos e você poderá usufruir do esforço do seu trabalho.

Outro risco está relacionado a demanda pelo seu produto e serviço no futuro. Neste ponto, é fundamental implantar novas ideias e ouvir os seus clientes.

5 – Vise o longo prazo

Para ser um profissional liberal de sucesso, você deve ter visão para o longo prazo. Reserve um tempo e pense em como você se imagina daqui 5, 10 anos.

Como o seu negócio estará? Quais são as suas metas?

Na dúvida, procure ajuda de um profissional e conheça a história de pessoas que se tornaram profissionais liberais.

Assim, você se manterá motivado e vai perceber que a sua ideia é, sim, possível!

6 – Desenvolva estratégias

A estratégia é o caminho que será percorrido até o seu objetivo. Então, além de saber onde você quer chegar, é necessário definir como você vai fazer isso.

Pondere as possibilidades existentes e como você pode criar oportunidades para alcançar as suas metas. Por exemplo: conseguir mais clientes com a criação de um blog sobre o seu trabalho.

A sua estratégia deve englobar todas as áreas do seu negócio. Periodicamente, faça a avaliação de como estão os resultados e veja se ela é efetiva. Se for necessário, faça ajustes ou repense sua abordagem.

7 – Tenha os custos sob controle

Se você quer alcançar os seus objetivos, é preciso ter dimensão do capital necessário. Além disso, é essencial considerar o que pode ser feito para reduzir os custos sem prejudicar a qualidade.

Faça o levantamento dos gastos do seu negócio. Por exemplo: quanto dinheiro é gasto com gasolina para serviço de entrega, pagamento de fornecedores e aluguel de um escritório.

Quando você monitora de perto as informações sobre os custos, é mais fácil identificar o que pode ser aprimorado. Será que há um fornecedor mais perto da sua base? O escritório pode ser na sua casa? Há possibilidade de cobrar um preço mais justo pela entrega?

Lembre-se de que essas reduções serão refletidas nos seus lucros. Assim, o seu negócio terá mais capital para investir no crescimento.

Como o coaching pode auxiliar o profissional liberal

Se tornar um profissional liberal não é uma tarefa fácil, mesmo ao ter contato com pessoas da área. Esse é um grande desafio de planejamento, desenvolvimento e também de autoconhecimento.

Para crescer como profissional liberal, você precisará de muito mais do que os conhecimentos especializados da sua formação. Você precisa saber como empreender.

O empreendedor possui um conjunto de habilidades que não pode ser desenvolvido em uma faculdade. Elas exigem reflexão, autoconhecimento e treino. Felizmente, elas podem ser aprendidas.

A formação em coaching é uma ótima opção para capacitar qualquer pessoa para agir como profissional liberal. A metodologia, comprovada cientificamente, ajuda a desenvolver as habilidades mais úteis no mundo do empreendedorismo.

Através de conhecimentos embasados em diversas ciências, como a psicologia positiva e cognitiva, filosofia e sociologia, o coaching é capaz de te ajudar a conquistar a independência profissional!

Você aprenderá muito sobre autoconhecimento, definição de metas e estratégias para alcançá-las e sobre o desenvolvimento de habilidades.

O coaching não fornecerá respostas prontas, e sim as ferramentas que você precisa para encontrar as soluções certas para você. É por isso que é tão efetivo.

Com a ajuda do coaching, você vai desenvolver novas habilidades e percepções. Veja algumas delas:

Aumento da performance e da produtividade;

Lidar com o estresse;

Equilibrar a vida pessoal e profissional;

Aprender como tomar decisões de forma assertiva;

Gerenciamento de tempo;

Definição de metas e objetivos;

Aumento da autoestima e autoconfiança;

Saber como se relacionar com as pessoas;

Aprender a motivar a sua equipe.

E esses são apenas alguns dos benefícios que esta experiência pode trazer para a sua vida profissional. E as melhorias trazidas pelo coaching também vão refletir nas outras áreas da sua vida! Isso acontece pois o coaching trabalha sua forma de enxergar as situações e o desenvolvimento de habilidades interpessoais.

Conclusão

O profissional liberal é aquele que possui formação técnica ou acadêmica para exercer uma função. Neste caso, ele pode trabalhar com ou sem vínculo empregatício.

Muitas pessoas optam por esse tipo de carreira, devido a liberdade, maior reconhecimento profissional e possibilidade de trabalhar com sua área de especialidade.

Ao mesmo tempo, ser um profissional liberal é um enorme desafio. É preciso desenvolver uma série de novas competências e habilidades, além de conhecer muito bem suas próprias características e objetivos.

Todo processo de mudança é difícil, pois sair da zona de conforto exige coragem e persistência. Porém, os benefícios são valiosos e numerosos, tanto para o lado profissional, quanto para o pessoal.

Fonte: Fenacon

Veja Também

Entenda a importância do contador nas PMEs Muitos empreendedores tiram do papel suas ideias e acreditam que poderão, sozinhos, gerenciar todos os departamentos da empresa. Isso até pode acontec...
Sete dicas para melhorar sua imagem AutoanáliseEsse exercício é necessário para descobrir seus pontos fracos e fortes e, a partir daí, explorá-los conforme o perfil do seu ambiente de tr...
Três dicas para ser um profissional de alta perfor... Ser uma pessoa e um profissional de alta performance não significa viver com uma agenda lotada, em um ritmo louco, e sim ter foco e despender en...
Notificação de IPVA não virá mais por carta; saiba... As notificações de vencimento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) não serão mais enviadas por carta para os motoristas do Es...
Contribuintes podem retificar declaração do IRPF a... Os contribuintes que precisam retificar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2015 podem fazê-lo a partir das 8h de hoje (4). Quem não...
Lei das Domésticas: 11 coisas que você precisa sab... Regulamentação do trabalho doméstico é aprovada pelo Senado e espera assinatura da presidente Dilma Após quase dois anos de tramitação no Congresso...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *