O universo empresarial é repleto de siglas, tipos e nomenclaturas. E todas são importantes, principalmente, quando se refere às obrigações.

Na área fiscal não é diferente. Desta vez, vamos tratar de nomenclaturas dadas aos tipos, modelos e como emitir notas fiscais. Mas, lembre-se: você deve sempre contar com a assessoria de sua contabilidade para definirem sistematicamente à realidade de seu negócio.

O que é emissão de notas fiscais?

Tirar nota fiscal significa emitir um documento para que o Governo comprove a origem e o destinatário do produto ou serviço, a fim de poder cobrar os impostos devidos de um ou outro, conforme prevê a legislação vigente brasileira.

Com a Nota Fiscal Eletrônica, ficou mais fácil e rápido para que a Receita Federal e Estadual tenham acesso e fiscalize com maior rigidez.

O sistema de nota fiscal eletrônica gera o arquivo XML, que é uma espécie de assinatura digital que contém todas as informações contidas na NF-e, portanto, manter o histórico dos arquivos XML é necessário.

O que são notas fiscais de entrada e saída?

O lançamento de notas fiscais de entrada é necessário quando houver uma devolução de venda feita para pessoa física, aquisições e retorno de mercadorias de exposição, como exemplo.

Já a NF de saída se dá quando um produto é vendido ou precisa ser enviado para uma outra empresa ou pessoa física.

Quais são os tipos de notas fiscais eletrônicas?

Agora que já entendeu o que é a nota fiscal e sua importância no geral, vamos detalhar os tipos e quando emitir cada uma, de acordo com a necessidade de seu empreendimento.

  1. Tipos de notas fiscais de entrada
  • Nota fiscal de compra: toda mercadoria adquirida e processada ou industrializada por pessoa física, mercadoria comprada no exterior e de leilão/concorrência pública ou caso a compradora se responsabilize pela retirada e transporte do produto, deve ser lançada uma nota eletrônica de entrada.
  • Nota fiscal de devolução de venda: todo produto devolvido por uma pessoa física (uma vez que não emite neste caso, deve ser gerado pela empresa.
  • Nota fiscal de retorno: produtos de exposição que irão retornar à sede, deverão ser acompanhados por uma Danfe de retorno.
  1. Tipos de notas fiscais de saída
  • Nota fiscal de venda: é aquela que é gerada na transação de uma aquisição por uma empresa ou pessoa física.
  • Nota fiscal de venda consignada: é a nota fiscal eletrônica gerada com o intuito de enviar um produto para um terceiro fazer a venda/distribuição do mesmo.
  • Nota fiscal de venda à ordem: é a operação triangular que evolve o emissor da NF-e, um vendedor e o cliente. Desta forma, a mercadoria parte do emissor de nota fiscal para o cliente do vendedor, sem que a mercadoria passe fisicamente pelo endereço do vendedor.
  • Nota fiscal para venda futura: o fornecedor faz a emissão de nota fiscal eletrônica quando for efetuada a venda, mas a entrega é feita em data posterior, conforme solicitada pelo comprador, por qualquer motivo.
  • Nota fiscal de venda para industrialização: ao repassar o produto para um terceiro processá-lo, o requerente deve gerar uma nota fiscal deste tipo.
  • Nota fiscal complementar: este modelo de nota fiscal serve nos casos de reajuste de preço, alteração no câmbio em caso de exportações ou erro de cálculo de impostos.
  • Nota fiscal de exportação: ao fazer uma operação comercial fora do país, o fornecedor fazer uma emissão de NF-e do tipo exportação. É preciso ficar atento se há incentivos por parte do país, que estimule a venda para outros países, fazendo com que a mercadoria fique mais competitiva. Alguns impostos que não há incidência podem ser o ICMS, IPI, PIS e CONFINS.
  • Nota fiscal de remessa: se a empresa for transportar artigos de um lugar para outro, devem imprimir uma nota fiscal para acompanhá-las. Esta é uma operação não comercial e evolve, por exemplo, um transporte de produto entre filiais.
  1. Nota fiscal de serviços

A NFS-e é gerada quando houve prestação de serviços pelo contratado, como consertos, revisões, design gráfico e consultorias.

Fonte: PORTAL CONTÁBEIS

Veja Também

Como negociar bem A segunda etapa é o contato inicial. Nesta etapa o negociador estará identificando os possíveis problemas e oportunidades existentes. Muitas vezes é o...
Governo facilita quitação de dívidas por empresas... O governo federal criou um mecanismo para melhorar seu quadro fiscal neste ano. Sancionada pela presidente Dilma Rousseff na semana passada, a Lei 12....
Entenda a importância do contador nas PMEs Muitos empreendedores tiram do papel suas ideias e acreditam que poderão, sozinhos, gerenciar todos os departamentos da empresa. Isso até pode acontec...
Empresa Simples de Crédito: saiba como abrir Quem vai definir a maior parte das regras para o fornecimento de créditos é o próprio empresário08/05/19 às 08:00 - Por: Redação A Empresa Simples...
Receita Federal notifica devedores do Simples Naci... No dia 12, foi disponibilizados, no Domicílio Tributário Eletrônico do Simples Nacional (DTE-SN), os Atos Declaratórios Executivos – ADE, que notifica...
Lei do Super Simples vai passar por alterações JC Contabilidade - O que muda efetivamente para as micro e pequenas empresas com o projeto de lei complementar 591/10? Alessandro Machado - A Lei G...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta