A Receita Federal vai exigir mais informações sobre os bens dos contribuintes no próximo ano. Além disso, será preciso informar o CPF de dependentes de qualquer idade. Em novembro do ano passado, a Receita publicou uma instrução normativa, que trata do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Por essa norma, os contribuintes que desejarem incluir seus dependentes na declaração do Imposto de Renda de 2018 deverão fazer a inscrição do CPF caso tenham a partir de 8 anos. Até então, a obrigatoriedade valia somente para dependentes com 12 anos ou mais. A partir de 2019, a obrigação é para qualquer idade.

No caso dos bens, neste ano serão incluídos campos para as informações complementares, mas o preenchimento não será obrigatório. No próximo ano, será obrigatório prestar essas informações. O supervisor nacional do Imposto de Renda, auditor-fiscal Joaquim Adir, orienta os contribuintes a preencherem todos os campos na declaração a ser enviada neste ano para facilitar a importação de dados em 2019.

Para cada tipo de bem, será incluído um campo. Por exemplo, no caso de imóveis, será pedido a data de aquisição, área do imóvel, registro de inscrição em órgão público e no cartório. Para veículos, será pedido o Registro Nacional de Veículo (Renavam). A Receita também vai pedir o CNPJ da instituição financeira onde o contribuinte tem conta-corrente e aplicações financeiras.

Outra novidade deste ano é a informação sobre a alíquota efetiva utilizada no cálculo da apuração do imposto. A ideia é informar alíquota efetiva sobre os rendimentos menos as deduções.

Outra mudança é a possibilidade de impressão do Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf) para pagamento de todas as quotas do imposto, inclusive em atraso.

O prazo para a entrega da declaração de IRPF começa no próximo dia 1º e vai até o dia 30 de abril. O programa de preenchimento da declaração estará disponível na próxima segunda-feira (26)

Fonte: SpedNews

Veja Também

AVISO PRÉVIO PROPORCIONAL PODE SER INTEGRALMENTE T... O aviso prévio proporcional, regulamentado pela Lei 12.506/2011, é uma garantia prevista ao empregado, em caso de dispensa sem justa causa. Ele deve s...
Contadores, os novos agentes contra o crime. As empresas contábeis enquadradas no regime do Simples Nacional não precisam se ajustar às regras.Os profissionais e empresas devem fazer uma comunica...
Sinais que indicam que sua estratégia de planejame... Como afirmou o escritor americano, Robert Collier, “O sucesso é a soma de pequenos esforços repetidos dia após dia" Gerir uma empresa não é fácil, af...
Fim da Desoneração na Folha: é preciso se preparar... Aparentemente, a Desoneração na Folha de Pagamento irá acabar. No dia 30 de março foi publicada a Medida Provisória 774/2017, que prevê o fim do benef...
As 10 maiores multas da NF-E Por Antonio Sérgio de Oliveira - www.portaldosped.com.br FALTA DE EMISSÃO DO DOCTO. FISCAL MULTA 50% (art. 527, IV do RICMS/SP) falta de em...
Fim do contrato de trabalho e a manutenção do plan... Especificamente sobre este benefício é que iremos tratar. Tal manutenção pode se dar para o empregado e seus dependentes por até 02 anos após o tér...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *