Hoje em dia, está muito perigoso navegar na internet e utilizar programas desconhecidos, principalmente pelo aumento de roubos de dados. Muitas pessoas estão sendo vítimas desses ciberladrões e não sabem o que fazer.

Quando achamos que os criminosos já inventaram todas as “modalidades” possíveis de ataque, eis que surge uma novidade. A onda agora é o sequestro virtual. Isso mesmo, são conhecidos como “Ransomware”. Os sequestradores bloqueiam o computador da vítima e solicitam dinheiro em troca da senha que irá destravar a máquina. Isso em alguns casos. Em outros, os sequestradores nem chantageiam, simplesmente roubam e divulgam.

Recentemente prefeituras e empresas do Brasil já foram alvo desse tipo de vírus, em alguns casos o resgate foi pago, já em outros casos as empresas possuíam backup dos dados atualizados e puderam recuperá-los sem o pagamento do resgate. Por isso a importância do backup atualizado.

Como acontece um ataque de um hacker?

O sequestro começa com um descuido do próprio usuário, que abriu um e-mail de ou visitou um site malicioso criado pelo cibercriminoso.

Uma vez instalado, o programa malicioso bloqueia o acesso ao sistema do infectado. Essa barreira é criada com códigos criptografados, quase impossíveis de serem desvendados.

O que acontece se eu sofrer um ciberataque?

Depois do bloqueio, os criminosos virtuais entram em contato com a vítima, por SMS ou por e-mail, solicitando uma quantia em dinheiro em troca do código de desbloqueio.

Infelizmente, muitas vezes o resgate pago é em vão. O número liberado pelos sequestradores é falso e não dá acesso aos arquivos. Além de perder dinheiro, o usuário perde também seu computador, ou smartphone, e as informações ali armazenadas.

Como prevenir roubos de dados?

Os sequestradores digitais usam e-mails e links maliciosos para se infiltrar. Não abrir mensagens de remetentes desconhecidos e certificar-se da segurança de um site antes de navegar são medidas importantíssimas para evitar o golpe.

Manter um antivírus atualizado, não só em computadores, mas também em tablets e smartphones, é essencial para barrar esses sequestradores.

Importante

O mais importante de tudo é lembrar-se de fazer um backup de seus arquivos periodicamente. Salve todos os documentos importantes em um HD externo ou serviço online. Assim, caso você não consiga evitar o crime, pelo menos terá suas informações a salvo em outro dispositivo.

Fonte: SuperSoft

Veja Também

Cuidado com a sonegação de imposto sobre bens herd... A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo instituiu um sistema online para o envio da Declaração do ITCMD à Receita Estadual, bem como, a impress...
Justiça declara ilegalidadede jornada móvel e vari... Os contratos individuais de trabalho realizados entre os empregados da empresa e suas franqueadas têm uma cláusula que estabelece jornada de trabalho ...
Contribuição de INSS sobre aviso prévio indenizado... Sergio Ferreira Pantaleão A Secretaria da Receita Federal e Previdenciária tentava, desde 2007, descontar o INSS sobre o aviso prévio indenizado e ta...
Boleto do empreendedor individual não será mais en... O microempreendedor individual (MEI) não receberá mais em casa o boleto mensal para realizar o pagamento dos seus tributos, informou o Serviço Brasile...
Faturamento x lucro: diferença que você precisa en... Os administradores ou sócios das empresas estão, a princípio, em busca de uma lucratividade sempre maior. Porém, é comum observarmos que, normalmente,...
Contabilidade Comercial ou Livro Caixa? A Contabilidade Comercial é um instrumento que fornece o máximo de informações contábeis vitais para a tomada de decisões da empresa, através desta co...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta