Empreendedores devem ficar atentos ao escolher um regime tributário já que um erro pode dar prejuízo para a empresa.

Empresários de primeira viagem normalmente tem dúvidas sobre os regimes tributários e como eles funcionam. A questão é que a escolha errada, pode deixa o empreendedor de “cabelo em pé” e prejudicar a empresa. O Portal Contábeis explica quais são os regimes tributários mais comuns e os principais erros nas escolhas.

Regimes Tributários

1 – Simples Nacional

Só micro e pequenas empresas podem aderir ao Simples Nacional. Os empreendedores não podem ter um faturamento anual maior do que R$ 4,8 milhões.

2 – Lucro Presumido

Nesse regime, o Imposto de Renda e a CSLL são calculados com base em um percentual correspondente ao lucro da empresa. A porcentagem é fixa e prevista em lei. Para aderir a esse regime, as empresas devem ter a receita anual abaixo dos R$ 78 milhões.

3 – Lucro Real

Esse regime é obrigatório para as empresas com faturamento acima dos R$ 78 milhões e para determinadas atividades, como as financeiras e negócios que recebam dinheiro do exterior.

Dúvidas e erros

Uma das dúvidas mais frequentes é sobre a obrigatoriedade Simples Nacional. Os empresários de pequeno porte podem ficar tranquilos já que o SN não é regra para esses empreendedores. O que deve ser feito é uma avaliação precisa da empresa, para a adesão do Simples Nacional. Um contador pode ajudar o microempresário fazer seus cálculos, e dar um parecer favorável ou não para entrar no Simples.

A questão é que os três regimes tributários são completamente diferentes. O Simples Nacional tem um custo menor e conta com outros tributos fora o Imposto de Renda e o CSLL.

Já o Lucro Presumido conta com tributos maiores que o Simples, mas ainda tem custos baixos para quem quer investir neste regime, ao contrário do Real, que tem conta com tributos mais altos e o empresário que aderir o Lucro Real deve ficar mais atendo.

Lembrando que a escolha entre o Lucro Real e o Lucro Presumido pode afetar do cálculo do PIS e Cofins da sua empresa. Para evitar esse erro, o empreendedor deve procurar consultores especializados que possam refazer as contas para não sair no prejuízo.

Fonte: PORTAL CONTÁBEIS/PORTAL DA CLASSE CONTÁBIL

Veja Também

Aviso prévio maior vale só para empregado O Ministério do Trabalho confirma a existência do memorando, mas faz a ressalva de que não se trata da posição oficial da pasta.O texto seria apenas u...
Interpretação da lei pode limitar aplicação da ref... A reforma trabalhista nem começou direito já há muita discussão sobre a aplicação da nova lei. No dia 11 de novembro, as mudanças na legislação trabal...
Receita libera extrato da declaração do Imposto de... O contribuinte deve verificar se há pendências e fazer as correções antes de cair na malha fina O contribuinte já pode consultar o extrato de process...
Simples Nacional e suas alterações para 2018 Falar de simples nacional para as empresas no geral remete a imaginar em um primeiro momento que este é um regime de tributação especial e simplificad...
9 Valores que definem Empreendedores de Sucesso Para ter sucesso com o próprio negócio, é preciso ter muita inspiração – e expiração também Por Agência Sebrae de Notícias Todo empreendedor...
Sinais de que você pode estar sofrendo da Síndrome... Também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional, ela tem nos workaholics suas vítimas potenciais Nestes tempos bicudos, num pa...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta