Para conseguir a isenção, o contribuinte precisa agendar a perícia em um dos postos do INSS, que irá avaliar o estado de saúde do segurado. Se o pedido for aceito, a própria Previdência Social deixará de descontar o IR que ficava retido na fonte.

Pelas regras da Receita, se o aposentado continuar trabalhando e tiver uma das doenças graves, apenas o benefício pago pelo INSS será isento. O rendimento do trabalho continuará sendo tributado.

Fonte: Agora São Paulo
23/05/2011

Veja Também

Por que manter um funcionário é tão caro no Brasil... Luft ressalta que, tomando o exemplo de uma empresa do setor de construção civil, o custo com o trabalhador pode chegar a 113,6%, englobando questões ...
Retenções na fonte – Quais são os cuidados q... Em 22 de junho 2015, entrou em vigor, a partir da divulgação de uma edição extra do Diário Oficial, a publicação da Lei nº 13.137/2015 ...
Aposentar-se pede criatividade Mesmo quem não economizou para quando parar de trabalhar pode encontrar alternativas Nova York, EUA. Para Phyllis Edelman, 61, levar cães para passea...
SUA EMPRESA ESTÁ PREPARADA PARA AS EXIGÊNCIAS LEGA... Para empresários e gestores, as preocupações com o início de 2019 devem ir muito além do planejamento e do orçamento empresarial. Isso acontece porq...
Agente Operador do FGTS lança novo serviço para co... O trabalhador deverá cadastrar senha para acessos às informações, informando seu PIS e aceitando o "Termo de Cadastramento". Além do "Extrato completo...
Saída do Simples Nacional pode elevar a tributação... Entre as propostas da CNI até 2022 está uma estrutura tributária enxuta, para acelerar a competitividade. O plano é zerar a cumulatividade dos tributo...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *