Foto: http://www.excellencesoftware.com.br/#

Olá, como vai?

A dica de hoje é sobre Como gerar preços competitivos e obter lucros satisfatórios.

Bom, a formação do preço de venda envolve aspectos que estão sob o controle da empresa, como custos operacionais e de produção, mas também envolve aspectos que estão sob controle do mercado, como, o quanto os preços dos concorrentes pressionam os seus preços. Desta forma, de nada adianta definir a margem de lucro e o preço de venda muito altos pois você pode estar praticando um preço que lhe colocará fora do mercado.

Mas… claro… este raciocínio foge um pouco daquelas situações em que a empresa comercializa um produto ou serviço singular, único, e muito requerido pelo mercado. Nestes casos, você estará em mar azul e poderá praticar altas margens de lucro.

Voltando ao mundo real…

O primeiro passo é descobrir a remuneração esperada (ou o retorno de investimento) pela empresa e/ou sócios.

Existe um padrão de mercado que diz que no varejo espera-se 4% de retorno sobre o total das vendas. Já para Prestadores de Serviços, pratica-se em geral 20% ou 30% de retorno. E na Indústria, pratica-se em geral 2% ou 3%.

Ao fazer esta análise, é importante considerar alguns aspectos, tais como, quantidade minima de vendas para manter o negocio rentável, pressões de mercado em geral, como, níveis de procura do seu produto/serviço, ameaça de produtos substitutos, entre outras.

Considerando todos estes itens fica a impressão que para que os preços sejam competitivos, a margem deverá ser a menor possível. Mas, não é isto. Você não terá que definir uma margem de lucro muito baixa.

O que deve-se ter em mente é que a empresa precisa ter um processo operacional enxuto, que permita custos operacionais baixos. É isto que vai permitir que os preços sejam competitivos.

Então, o segundo passo é trabalhar para que os seus custos fixos e operacionais sejam enxutos, e apenas o necessário para conseguir operar a empresa, claro, tendo sempre como grande meta o atingimento de sua missão, visão e valores.

Portanto, observe o ambiente, e tome decisões que tornem sua empresa mais eficiente e, consequentemente, com custos fixos e operacionais menores! Eles influenciarão diretamente na precificação de suas mercadorias e serviços.

Uma das ações que mais colabora para a melhoria na eficiência gerencial e operacional é a adoção de softwares de gestão empresarial (ERP). Eles ajudam a sua empresa integrando departamentos e reduzindo custos operacionais.

Existem muitos softwares de gestão empresarial que lhe ajudam a realizar a gestão de forma eficiente. Nosso software Company, por exemplo, é um destes. Conheça melhor entrando em nosso novo site: www.excellencesoftware.com.br

Definida a margem de lucro esperada, é hora do terceiro passo: validar se a margem definida vai atender minimamente às vontades dos sócios e da empresa como um todo.

Uma boa forma de saber se você está obtendo um bom retorno de investimento é compará-lo à uma eventual aplicação financeira. Se o seu retorno de investimento esperado (margem) for superior à aplicação, então, provavelmente vale a pena seguir no negócio.

É hora do quarto passo: calcular o preço de venda ideal e justo. Este tema nós detalhamos neste outro artigo, veja: http://excellencesoftware.blogspot.com.br/2013/11/6-dicas-formacao-preco-de-venda.html

Antes de finalizarmos, é importante ressaltar que um dos principais fatores que leva a empresa ao lucro ideal é que ela precisa ter um processo gerencial e operacional eficiente, que permita a ela alcançar custos baixos, consequentemente, preços competitivos e lucros satisfatórios. Portanto, o quinto passo é: tornar a operação da empresa uma operação eficiente e produtiva adotando ferramentas gerenciais, como os softwares de gestão (ERP).

Até a próxima.

Leonardo Martins
CEO da Excellence Software

Veja Também

Identificar anotação judicial na CTPS gera dano mo... A ex-funcionária do restaurante ajuizou ação na qual postulou indenização por danos morais e materiais. Informou que em outra ação contra o mesmo esta...
10 perguntas mais frequentes sobre PPRA e PCMSO 1. O que se entende por PPRA e PCMSO? O PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, consiste em um programa técnico-preventivo de segurança...
Receita paga hoje segundo lote de restituição do I... A Receita Federal paga hoje (15) o crédito referente ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2014. Serão contemplados 1.060.4...
Saiba como evitar erros na declaração de autônomos... De acordo com o diretor da Direto Contabilidade, Consultoria e Gestão, Silvinei Toffanin, a declaração de profissionais autônomos é feita de maneira p...
02/04/2012 – Começam a valer hoje novas regr...   Em 1º de junho, a obrigatoriedade entra em vigor para as empresas que exploram atividade agroeconômica. A partir de 3 de setembro, valerá para...
Confira 7 deduções no IR que provavelmente você nã... O contribuinte pode se utilizar de diversas deduções para reduzir o impacto do imposto de renda em sua vida financeira. Elas auxiliam na redução da ba...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *