A Reforma Trabalhista, conforme Lei 13.467/2017, artigo 587 da CLT dispõe sobre o recolhimento da Contribuição Sindical Patronal:

– caso a empresa só esteja enquadrada a um determinado sindicato e não seja associada, esse recolhimento tornou-se facultativo, sendo opção da empresa efetuar o pagamento ou não;

– em se tratando de empresa associada ao Sindicato, a contribuição patronal será obrigatória.

Diante da nova situação imposta pela Legislação, solicitamos aos clientes que desejarem efetuar o pagamento de forma facultativa, que nos retornem para que possamos enviar as guias de recolhimento da contribuição. Aos clientes que se associaram ao Sindicato Patronal, solicitamos que atualizem seu cadastro junto ao Departamento Pessoal da Jota Contábil, para que possamos emitir as guias junto aos sindicatos associados.

Observação : Para quem optar pelo pagamento da guia, o vencimento será em 31/01/2020

Fonte: Jota Contábil

Veja Também

5 dicas práticas para um melhor planejamento tribu... "Uma série de benefícios fiscais garantidos pela legislação podem ser aproveitados" diz especialista Para o contribuinte fazer um melhor planejamen...
Recolhimento FGTS – Empregador Doméstico Íntegra Comunicado da Caixa Econômica Federal, que trata sobre o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço Em decorrência da publicação da LC 150/2015...
SEU MEI PODE SER CANCELADO: CONHEÇA SITUAÇÕES QUE ... Um dos grandes problemas da categoria MEI é a inadimplência. O MEI, assim como qualquer outra categoria do universo do empreendedorismo,...
Gestão de Desempenho – Por Que Avaliar Pesso... Este é um processo que deve ser considerado como uma etapa formal de medir desempenho dos colaboradores, do seu agir individualmente e em grupo, visan...
Os 4 piores erros na contratação de funcionários... Contratar a pessoa certa sai caro, mas escolher o profissional errado é ainda mais custoso Contratar um funcionário é sempre um risco – na hora da en...
Credibilidade se conquista com contabilidade O mundo tal como conhecemos está completamente baseado nos sistemas político e financeiro que desenvolvemos ao longo de séculos. Nos últimos anos, tem...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta