Conceitos aplicados nos parques temáticos da Disney mostram que a experiência do consumidor é reflexo de práticas corporativas que vão além do discurso

Em tempos de crise, o que a Disney tem a ensinar aos varejistas pernambucanos? O presidente da Lederman Consulting & Education, David Lederman, revela que, por trás do parque temático que reúne os personagens mais famosos do mundo, está uma profunda cultura de encantamento – que vai da seleção de pessoal ao atendimento ao cliente.

No Recife para treinamentos com lojistas e colaboradores do RioMar Shopping, o especialista alerta: em tempos de guerra de preços e consumidor retraído, a experiência que ele tem junto à empresa pode ser decisiva. “Se empatar o preço, o cliente vai optar pelo melhor serviço”, opina Lederman, que também lembra de uma regra de ouro do mercado: conquistar um consumidor é muito mais caro do que mantê-lo, e essa fidelidade do cliente é um dos maiores apoios do comerciante em uma recessão.

A essência desses ensinamentos, porém, não é uma desconhecida dos empresários. O problema está na execução. “O senso comum não é a prática comum. Infelizmente, esse desencontro é universal”, lamenta. É nesse vácuo que práticas da cultura da Disney se mostram capazes de encantar o cliente.

Lederman explica que a aplicação precisa ser em todos os processos. Começa com um gestor que já tenha assimilado a necessidade de tornar real a proposta da sua marca e segue com um bom recrutamento, focado em captar candidatos que de fato tenham aptidão para atendimento. Ele destaca que é preciso lembrar às pessoas, da faxineira ao gerente, que elas são parte da experiência do cliente.

O relacionamento com o empregado, aliás, tem que receber atenção extra do empresário. “É preciso tratá-lo como você quer que ele trate seu cliente. Porque isso vai muito além de uma questão salarial, uma vez que nem sempre é possível pagar mais por uma questão de competitividade. As camareiras da Disney não ganham mais que outras camareiras de Orlando, mas elas sabem encantar o cliente”, ensina. É desse modo que a Disney consegue fazer com que todos se engajem no atendimento ao cliente. “Se fosse para resumir em uma frase, eu diria que o foco deve ser paixão por entender a experiência do cliente e melhorá-la até o infinito”, resume.

FELICIDADE – Lederman veio ao Recife a convite do RioMar Shopping para palestras e workshops com lojistas e colaboradores, como parte das ações da campanha Felicidade é a melhor escolha, que vai pautar as ações do mall este ano.

“Queremos lembrar às pessoas que precisamos valorizar os momentos felizes e eles podem acontecer no dia a dia, como tomar um café com um amigo ou ir ao cinema com os filhos”, comenta a gerente de marketing do RioMar, Denielly Halinsky, ao destacar que há três anos o shopping mantém uma cultura de hospitalidade com o cliente.

Fonte: http://jconline.ne10.uol.com.br/

Veja Também

Novo sistema de rescisão trabalhista começa a ser ... Atualmente, apenas o MTE e o trabalhador (com o número do CPF e data de admissão) têm acesso às informações disponibilizadas pelas empresas no sistema...
Dúvidas persistentes do imposto na nota Empresas têm poucos dias para se adequar à nova exigência, mas ainda há importantes pontos a esclarecer Já no início de junho, após um ano de adiam...
Declaração do IR 2015 deve ser entregue entre 2 de... A Receita Federal publicou nesta quarta-feira, 3, no Diário Oficial da União (DOU) com as regras para apresentação da Declaração de Ajuste Anual do Im...
O clima está tenso? Fale com seu chefe reservadame... “O funcionário deve agendar um horário com seu superior e se preparar para debater os problemas que o afligem, especialmente quando o mesmo tiver um g...
Empregadores têm até o dia 20 para pagar segunda p... A advogada do Cenofisco explica ainda que sobre o valor integral do 13º salário incidirão os descontos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ...
Governo divulga calendário para saques em contas i... Anúncio oficial deve ser feito nesta terça-feira (14) pela CEF. Economista Samy Dana dá detalhes sobre quem tem direito ao benefício. O governo d...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta