De acordo com a nova lei, os empregadores deverão comunicar mensalmente aos empregados, por meio de documento a ser definido em regulamento, os valores recolhidos ao INSS sobre o total da remuneração. Os empregadores também deverão enviar aos segurados extratos relativos ao recolhimento sempre que solicitado.

Até agora, trabalhadores que têm conta no Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal podiam solicitar o extrato diretamente ao banco. Os que não são correntistas dessas instituições também tinham acesso à informação, mas a requisição do saldo deveria ser feita por meio do INSS ou de sindicato.

“A medida é para evitar que o trabalhador constate, quando for demitido, que a empresa não efetuou o pagamento”, informou o secretário de Políticas de Previdência Social do Ministério da Previdência Social (MPS), Leonardo Rolim. Segundo ele, a informação que consta no contracheque dos trabalhadores não é garantia de que o depósito previdenciário foi feito.

Veja Também

PLATAFORMA ONLINE REDUZ TEMPO DE NEGOCIAÇÃO DE ACO... O Brasil tem perto de 100 milhões de processos judiciais em tramitação, segundo o relatório "Justiça em Números 2017", do Conselho Nacional de Jus...
eSocial deverá reduzir concorrência desleal entre ... Segundo especialista, as empresas passam a competir em pé de igualdade nas despesas trabalhistas perdendo portanto a 'competitividade' de custos gerad...
Currículo tradicional vai sumir. Veja modelo que s... As transformações em curso no mercado de trabalho chegam – com certo atraso diriam recrutadores “moderninhos” – a um dos documentos mais tradicionais ...
Falta de planejamento pode matar uma pequena empre... Paula Salati Uma recente pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) mostrou que os principais motivos que levam ...
Imposto penaliza o resgate antecipado em previdênc... Investidor pessoa física precisa ficar atento aos modelos de tributação do IR antes da aplicação em planos abertos de aposentadoria como VGBL e PGBL ...
Empresas eliminam erros e voltam ao Refis No caso, a Receita cobrou os juros moratórios do contribuinte desde o momento de origem do débito. "A empresa não estava mais em moratória e honrava s...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta