O governo federal publicou, na última semana, medida provisória (MP) para instituir o Programa de Regularização Tributária (PRT), ou seja, a possibilidade de empresas e pessoas físicas renegociarem as dívidas com a Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

A MP 766 permite o parcelamento, em até 120 vezes, dos débitos tributários, ou não, vencidos até 30 de novembro de 2016, de pessoas físicas e jurídicas, inclusive que sejam objeto de parcelamentos anteriores, em discussão administrativa ou judicial.

No entanto, de acordo com o diretor político-parlamentar da Fenacon, Valdir Pietrobon, com a incidência da taxa Selic e mais 1% de juros ao mês, as empresas terão dificuldade em manter o pagamento das prestações e dos impostos mensais.

“Certamente que a proposta ajuda, mas não resolve o problema das empresas. Se a economia estivesse estável ou aquecida, seria a iniciativa ideal. Mas com o cenário de crise econômica, não soluciona o problema. Por isso, quando a MP for discutida no Congresso Nacional, vamos atuar no sentido de propor emendas na Comissão Especial para possibilitar o abatimento das multas e juros”, disse Pietrobon.

Fonte: Fenacom no congresso

Veja Também

Abrir empresa vai ficar mais fácil A via sacra dos empresários paulistas para abrir ou fechar uma empresa está com os dias contados. A União, por meio da Secretaria da Micro e Pequena E...
Opinião – Reforma do contrato trabalhista Uma das alterações mais polêmicas trazidas pelo projeto de modernização da legislação trabalhista, o artigo 507-B prevê que é “facultado a empregados ...
Alterações na Nota Fiscal Eletrônica? Saiba como p... Na postagem de hoje, vamos comentar as três formas de alteração de uma NF-e: cancelamento, carta de correção eletrônica e nota fiscal eletrônica compl...
FISCALIZAÇÃO TRABALHISTA: ATENÇÃO ÀS VERBAS SALARI... A fiscalização trabalhista e previdenciária, no seu âmbito de ação, tem notificado empresas que utilizam práticas de salário “por fora”. Cuidado es...
INSS: SAIBA QUEM TEM DIREITO A SOLICITAR AUMENTO D... Adicional de 25% para aposentados está previsto em lei e pode passar o teto previdenciário. A Lei 8.213/91, que dispõe sobre os benefícios da...
Pegue a maior devolução sem enganar o Leão A partir desta segunda-feira, as declarações de Imposto de Renda poderão ser entregues à Receita Larissa Quintino Há diversos itens dedutíveis no Im...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta