A partir de janeiro, não será mais possível utilizar o emissor da Sefaz/SP e, com a intenção de auxiliar as empresas, o SESCON-SP deve firmar parcerias visando oferecer plataformas gratuitamente

A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo não vai mais disponibilizar o software emissor gratuito da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e). A partir de 1º de janeiro, o serviço será descontinuado.

A Secretaria oferece o emissor gratuito desde 2006, quando teve início o processo de informatização dos documentos fiscais e sua transmissão via internet com o objetivo de massificação de uso. A extinção a partir do ano que vem, segundo o órgão, será em virtude da pouca adesão, tendo em vista que muitos usuários optaram por emissores próprios.

Apesar disso, a medida tem recebido algumas críticas por aumentar o custo das micros e pequenas empresas. Pensando nisso, o SESCON-SP e a AESCON-SP estão buscando parcerias no mercado com o intuito de oferecer aos seus associados e seus clientes softwares gratuitos para a emissão do documento eletrônico. “Nossas Entidades vão prover essas soluções, especialmente neste momento de transição, para que a descontinuidade não impacte negativamente os pequenos negócios”, afirma o presidente Márcio Massao Shimomoto.

O líder setorial também coloca um aspecto muito positivo da aquisição desses softwares do mercado. “O sistema da Sefaz/SP não faz controle de estoques ou cálculo de impostos, nem dá suporte técnico. Já as opções ofertadas ajudam o empreendedor nesta gestão”.

Na última terça-feira, por intermédio do deputado estadual Itamar Borges, o presidente Márcio Shimomoto esteve reunido com os novos secretário e secretário adjunto da Fazenda do Estado de São Paulo, Helcio Tokeshi e Roberto Yoshikazu Yamazaki, e de outros representantes do órgão, para iniciar um canal de diálogo visando fazer a intermediação entre a administração e as necessidades dos contribuintes. “Nossa intenção é ter um bom relacionamento com a nova equipe e auxiliar na busca por soluções para as situações enfrentadas pelos contribuintes no dia a dia”, destaca Shimomoto, ao agradecer a parceria do parlamentar. O vice-presidente Administrativo da AESCON-SP, Wilson Gimenez Júnior, e o representante da CAT Luciano Garcia Miguel também participaram do encontro.

Fonte: Asis Projetos

Veja Também

Dúvidas sobre a modalidade de sua empresa? Veja ca... Se você ainda tem dúvidas, conheça os tipos dessas modalidades e veja em qual sua empresa se encaixa: Empreendedor Individual Assim como na EIRE...
Imposto de Renda: manual da boa convivência com o ... Além da declaração pré-preenchida do IR, a assinatura eletrônica pode ser utilizada também no preenchimento de documentos e impostos dos governos fede...
Regime que concede isenção de impostos ainda é pou... Para Luis Celso Sena, especializado em regimes aduaneiros especiais, o drawback é uma ferramenta poderosa, principalmente, para pequenas e médias empr...
O sucesso da reforma trabalhista As últimas estatísticas da Justiça do Trabalho, elaboradas com exclusividade para o Estadão/Broadcast, revelam que a entrada em vigor da reforma traba...
Fazenda emitirá só uma certidão fiscal O Ministério da Fazenda unificou as certidões que as empresas precisam apresentar para comprovar a regularidade fiscal. Portaria assinada pelo ministr...
Nova lei abre ‘janela da tarde’ para b... "Agora eu tenho uma vida", diz Katiane Santana, 28. "Quando você dorme no emprego, as pessoas acham que você é escravo e realmente você não tem vid...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta