Pequenas empresas paulistas com ideias inovadoras poderão contar com R$ 15 milhões da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

A FAPESP disponibilizou mais R$ 15 milhões para apoiar ideias inovadoras apresentadas por empresas com até 250 empregados sediadas no Estado de São Paulo, no âmbito do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE).

A chamada de propostas para o 1º Ciclo de Análise de 2017 do programa recebe inscrições até 30 de janeiro de 2017.

Os proponentes não precisam ter qualquer titulação formal (graduação e pós-graduação), mas demonstrar capacitação para levar à frente o empreendimento.

O Programa também não exige que, no momento da submissão de propostas, as empresas já estejam formalmente constituídas. Entretanto, se selecionadas, elas devem ter o registro CNPJ na data de assinatura do Termo de Outorga.

O PIPE apoia projeto em duas fases: na demonstração da viabilidade tecnológica (Fase 1) e/ou no desenvolvimento de um produto ou processo inovador (Fase 2).

Na Fase 1, com duração máxima de nove meses, os projetos aprovados contarão com até R$ 200 mil; na Fase 2, com duração máxima de 24 meses, o apoio será de até R$ 1 milhão. Não é exigida contrapartida das empresas.

Para esclarecer e tirar dúvidas sobre o programa e a elaboração de propostas ao 1º Ciclo de Análises 2017 do PIPE, será realizado o Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa, no dia 12 de dezembro, das 9h às 12 h, na sede da FAPESP, em São Paulo.

O evento tem apoio do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei) e do Sindicato da Micro e Pequena Indústria do Estado de São Paulo (Simpi).

Mais informações sobre o encontro estão disponíveis em http://www.fapesp.br/10590 .

Para inscrever-se acesse o site http://www.fapesp.br/eventos/dialogo12017/inscricao .

O Programa PIPE tem quatro chamadas e ciclos de análise de propostas por ano, sendo disponibilizados, em cada chamada, R$ 15 milhões para projetos inovadores em micro e pequenas empresas.

Em 2016, o PIPE aprovou um número recorde de projetos: 174, uma média de 0,8 por dia útil. Esse total inclui os contemplados nas chamadas dos 3º e 4º ciclos de análise de 2015 – anunciados no primeiro semestre deste ano – e nas duas primeiras chamadas de 2016. O total de recursos destinados a esses projetos foi da ordem de R$ 50 milhões.

Para mais informações, acesse a página do PIPE

Para informações sobre a chamada de propostas do 1º Ciclo 2017 do Programa acesse o site da FAPESP.

Fonte: DC – Diário do comércio

Veja Também

Bancada do Refis vai lutar pelo Supersimples Depois de conseguir prorrogar até o dia 14 de novembro (hoje) o novo programa de renegociação de débitos tributários, a chamada bancada do Refis no Co...
Errou na Declaração de IR? Veja como corrigir Faltam menos de um mês para o fim do prazo de entrega das declarações de Imposto de Renda Pessoa Física e a grande maioria dos contribuintes ainda não...
IR: Entenda as obrigações fiscais de estrangeiros ... Após o profissional completar 183 dias de permanência física no país, ininterruptos ou não, dentro de um período de 12 meses, a contar da primeira e...
CORONAVÍRUS: VEJA COMO COMPROVAR CONTAMINAÇÃO NO T... Escala de trabalho e até email do chefe comprovam direito a auxílio e pensão por contágio de Coronavírus. Após decisão do STF, a COVID-19 passou a...
4 maneiras de remunerar os sócios Quando uma empresa nasce, a principal dúvida dos empresários é como será a sua remuneração. Muitos não têm noção das opções disponíveis e acabam descu...
FGTS no celular Caso o trabalhador não possua senha internet deverá fazer o cadastramento no site. Agora o trabalhador poderá acompanhar on-line as movimentações oco...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta