Você abriu seu próprio negócio há pouco tempo e ainda tem dúvidas na parte contábil? Fique tranquilo, isso é absolutamente normal. Neste artigo vamos explicar tudo sobre contabilidade que você precisa saber nesse momento.

Fonte: Sage

Você abriu seu próprio negócio há pouco tempo e ainda tem dúvidas na parte contábil? Fique tranquilo, isso é absolutamente normal. Neste artigo vamos explicar tudo sobre contabilidade que você precisa saber nesse momento.

Como você deve imaginar, nem sempre conhecer o produto ou serviço que você oferece é o suficiente. Saber um pouco sobre cada assunto da empresa é fundamental para garantir que ela cresça de forma segura e sustentável. Sem as informações corretas sobre gestão contábil, por exemplo, um negócio corre o risco de se tornar alvo de processos e multas ou até falir.

Por isso, este material apresenta conceitos básicos de contabilidade para gestores que estão começando a administrar uma pequena ou média empresa. Descubra quais são os principais documentos e relatóriosgerados, para que servem e qual a importância deles para a gestão do seu negócio. Papel e caneta na mão e vamos lá!

Princípio da Oportunidade

Antes de saber tudo sobre contabilidade, você deve conhecer esse princípio. Ele diz que, na contabilidade, todas as informações devem ser registradas em escriturações imediatamente, de forma correta. Devem ser feitas sempre dentro do prazo que as originou e pelo valor original.

Escrituração

A contabilidade registra relatórios por meio de escrituração. A escrituração técnica é aquela que registra todas as ações comerciais e financeiras da empresa (atos e fatos contábeis). Nela, os documentos são lançados nos livros contábeis (veja mais sobre eles a seguir).

Tipos de documentos

Todos os documentos da empresa devem ser guardados e enviados para a contabilidade, pois só assim será possível comprovar e justificar as operações realizadas em um certo período de tempo.

Alguns exemplos dos principais documentos são:

  • Notas fiscais de matéria-prima e de serviços (tanto compra como venda);
  • Folhas de pagamento e todos os documentos referentes a elas;
  • Pró-labore;
  • Documentos expedidos por cartórios e tabelionatos;
  • Extratos de movimentação de instituições bancárias;
  • Documentos referentes a financiamentos e empréstimos.

Esses são alguns dos exemplos mais comuns do dia a dia da empresa, mas vale ressaltar que todos os documentos devem ser guardados e enviados à contabilidade.

Livros contábeis

De acordo com o Código Comercial Brasileiro, todos os comerciantes devem, obrigatoriamente, ter uma contabilidade. Além disso, devem seguir sua escrituração de modo padronizado, guardando os livros necessários para esse fim enquanto o prazo de validade estabelecido não for prescrito.

Alguns tipos de livros utilizados são: Livro Diário, Livro Razão, Livro Caixa, Livro Auxiliar ou de Contas-correntes, Registro de Duplicatas.

Como administrador, você deve enviar todos os documentos à sua contabilidade, que providenciará os registros nos respectivos livros, além de apurar os impostos e contribuições necessários.

Demonstrativos

Tudo sobre contabilidade estará resumido neles. Os demonstrativos apresentarão os resultados do conjunto de informações enviadas por você à sua assessoria. Por meio deles, será possível dizer se a empresa apresentou lucro ou prejuízo durante um determinado período.

Alguns dos principais tipos de demonstrativos são: Balanço Patrimonial; Demonstração do Resultado do Exercício; Demonstração dos lucros ou prejuízos acumulados (ou Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido); Notas Explicativas; Demonstração dos Fluxos de Caixa; Demonstração do Valor Adicionado.

Viu só? Contabilidade não é fácil, mas também não é impossível. O ideal é que todo gestor tenha pelo menos um conhecimento razoável para tomar as decisões certas. E, claro, também é importante contar com a assessoria de profissionais especializados. Eles saberão tudo sobre contabilidade e poderão te ajudar mesmo nos assuntos mais complicados. Assim, você evita problemas com a Receita e ainda garante a saúde financeira do seu negócio.

Veja Também

STF: ICMS pode sair da base do PIS/CONFINS Supremo está perto de decidir de maneira favorável ao contribuinte ação com repercussão geral que terá impacto negativo de R$ 250 bilhões às contas pú...
Quais os riscos de ter o próprio negócio? “Eles existem em todos os negócios. Na verdade, aceitá-los é considerada uma das principais características do empreendedor de sucesso. Só o fato de ...
POR QUE, NO BRASIL, É TÃO DIFÍCIL RESTITUIR OS TRI...   O preceito da legalidade fiscal está previsto na Constituição Federal de 1988, em seu artigo 150, que trata das limitações do poder de tribu...
Empresas do Simples Nacional Terão Acesso a Versão... Os mais de 4,8 milhões de micro e pequenos empresários e 7,2 milhões de Microempreendedores Individuais (MEI) do país irão integrar o eSocial a partir...
MEI – Novos Valores de Contribuição para 2014 O optante pelo SIMEI recolherá, por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS), valor fixo mensal correspondente à soma das parcelas d...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *