A utilização do aparelho celular fornecido pela empresa para atender cliente não caracteriza sobreaviso quando o empregado não é impedido de se deslocar de um lugar para outro. O entendimento é da 14ª turma do TRT da 2ª região.

O recurso foi impetrado por antiga empregada de uma empresa que comercializa jazigos e que pretendia a reforma do julgado em 1ª instância quanto a horas de sobreaviso e indenização por danos morais.

A reclamante alegou que era obrigada a estender sua jornada em regime de plantões de sobreaviso e durante estes plantões recebia ligações de funerárias e pessoas do próprio cemitério querendo adquirir jazigos para pronto sepultamento e previdência para futuros possíveis óbitos.

Segundo ela, durante os plantões permanecia na sua própria casa devido à complexidade das informações relativas à venda então caso tivesse algum compromisso avisava a empresa com antecedência para alterar a data do seu plantão; desta forma, não tinha liberdade para sair durante seus dias de plantão.

Contudo, para o colegiado, o comprometimento de sua locomoção não foi comprovado nos autos.

As testemunhas comprovaram que o fato de estarem aguardando telefonemas dos clientes não as impedia de se locomoverem e resolverem suas pendências particulares”, afirmou a juíza relatora do acórdão, Raquel Gabbai de Oliveira.

“Não se verifica a hipótese de labor nos termos da súmula 428 do TST, pois a mera utilização do aparelho celular fornecido pela empresa, para atender a clientes não caracteriza o sobreaviso, quando não acarreta óbice à liberdade de locomoção do empregado.”

Fonte: SpedNews

Veja Também

CERTIFICADO DIGITAL – MODELO ICP Brasil Para o microempreendedor individual e estabelecimento optante pelo Simples Nacional com até 10 (dez) empregados, o uso da certificação digital emitido...
Dicas da neurociência para melhorar a concentração... Escutar música, se alimentar, dormir e fazer intervalos durante o trabalho contribui para o melhor desempenho dos profissionais Escute música (mas nã...
ICMS: SÃO PAULO VAI INSTITUIR PARCELAMENTO DE DÉBI... Com autorização do CONFAZ, através do Convênio ICMS 152 de 2019, o Estado de São Paulo vai instituir Programa de Parcelamento de débitos de ICMS com ...
PIS/ COFINS Receita disponibiliza versão de teste ... O Programa foi colocado previamente à disposição dos usuários na versão beta, para que eles possam conhecer com antecedência o aplicativo e efetuar te...
Programa especial de parcelamento(PEP) Redução de Multas e Juros O Governador do Estado de São Paulo, por meio do Decreto n° 60.444/2014 (DOE de 14.05.2014), institui o Programa Especial...
Não recebeu a restituição? Verifique pendências e ... Se você tem direito à restituição e até agora não teve o dinheiro depositado, pode significar que sua declaração está com alguma inconsistência. Será ...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta