Os benefícios de ter seus funcionários engajados são inúmeros, mas você já parou para pensar nos impactos negativos quando o engajamento é baixo? Por isso, descubra como identificar os colaboradores desmotivados e reduza os danos que eles podem causar a toda a corporação.

Impactos da falta de engajamento na sua empresa:

1.Alta rotatividade

Funcionários desmotivados tendem a sair da empresa com maior frequência. Isso impede que a cultura organizacional seja amplamente difundida, além de gerar custos operacionais para a área de Recursos Humanos. Uma das ações que ajuda a diminuir o turnover, é o investimento no encantamento do funcionário.

O salário é importante, porém não é o único fator que segura o colaborador na empresa. Existe uma série de outros benefícios como estabilidade, plano de carreira, cuidado com a saúde mental e outros que garantam estabilidade do colaborador.

2.Desligamentos geram custos

Às vezes, o funcionário sem engajamento só está esperando para ser demitido. Ele não acredita mais na empresa e acha que não pertence mais à organização. Entretanto, partir direto para o desligamento gera um custo alto para empresa, principalmente em companhias com alta rotatividade. Por isso, capriche nas estratégias para conquistar o colaborador e só parta para a demissão em último caso.

Lembre-se que uma boa cultura de feedback pode ser valiosa na hora de entender mais sobre o descontentamento do colaborador. O feedback também ajuda a analisar se as estratégias foram transmitidas ao restante da equipe e quais ações você pode tomar para garantir a plena satisfação dos funcionários.

3.O descontentamento é contagioso

Um funcionário sem motivação pode facilmente gerar o mesmo sentimento em colegas de trabalho. Se a sua empresa resolve optar pela demissão, isso também gera impacto nos outros colaboradores, que vão entender que a empresa não dá valor à sua mão de obra.

Por isso, logo após o desligamento, nunca se esqueça de chamar a equipe para uma conversa reservada e tranquilizadora. Explique de maneira transparente os motivos que levaram à demissão e deixe o canal aberto para ouvir críticas e sugestões sobre a maneira como a empresa deve conduzir em caso de insatisfação dos colaboradores.

4.Falta de entrosamento entre times

O colaborador desmotivado irá fazer apenas as suas próprias tarefas – isso quando não desiste de vez de suas funções e passa a gastar tempo no escritório ou em home office. Isso impacta na relação entre colegas de mesma função e entre times que possuem o mesmo objetivo.

Assim, a falta de engajamento pode afetar toda a cadeia produtiva da empresa. Vários setores trabalham em conjunto, e a partir do momento que uma engrenagem “trava”, o restante da máquina também pode acabar parando.

5.Criatividade zero

O funcionário engajado é capaz de trazer novas ideias ou novos olhares para antigos problemas. Além disso, ele é capaz de inspirar outros colegas a entregarem o seu melhor. Por isso, quando o engajamento está baixo, a criatividade também despenca.

6.Afeta os clientes

Não é apenas o público interno que pode ser afetado pela falta de engajamento de um ou mais funcionários: os clientes externos também podem sentir a falta de sinergia e procurar novos fornecedores. Isso, é claro, tem impacto direto na sua renda e na imagem que a sua empresa vai ter no mercado.

No comércio, por exemplo, o mau atendimento pode afetar as vendas. A American Express conduziu uma pesquisa nos Estados Unidos que mostrou que 60% das pessoas já desistiram de alguma compra por causa do atendimento recebido pelo vendedor. Por isso, independentemente do tamanho da sua empresa, o relacionamento com o cliente externo deve seguir rigorosos padrões de qualidade.

7.Excesso de atestado

Outro problema gerado pela falta de engajamento é o excesso de faltas de trabalho. O colaborador vai dar um jeitinho de conseguir atestados médicos frequentes ou simplesmente vai se ausentar do trabalho sem nenhuma justificativa. Assim, a produtividade pode cair bruscamente.

A lei brasileira prevê que o empregador pode contestar o atestado através de uma perícia com uma junta médica. Porém, isso gera mais custos e atritos entre gestores e colaboradores, certamente impactando no engajamento.

8.Erros constantes

O colaborador que não está engajado costuma executar suas tarefas de maneira mais distraída. Para a empresa, isso é um risco que pode custar caro: já imaginou um acidente de trabalho causado por distração e/ou falta de vontade?

Isso sem falar em erros na confecção de planilhas ou na escrita de um e-mail, que podem causar estragos incalculáveis.

9.Dificuldade de atrair novos talentos

Hoje em dia, existem diversos sites em que funcionários e ex-funcionários podem avaliar as empresas. Se a sua companhia não investe na conquista do colaborador, a chance de ele falar mal de você é grande. E a campanha boca a boca tem potencial para arruinar reputações. Isso pode atrapalhar na hora de escolher os melhores talentos do mercado para dentro da sua empresa.

Fonte: sindilojas-sp.org.br

Veja Também

MP reduz INSS de microempresa e dona de casa para ... O alcance social da medida foi destacado pelo relator, senador Armando Monteiro Neto (PTB-PE), que apontou a redução como um "incentivo importante par...
Alerta: INSS tem Novo CNPJ Pagador para Fins de DI... O governo gosta de criar confusão para os contribuintes O governo gosta de criar confusão para os contribuintes. Agora é a vez dos aposentados e pens...
Como dar nome a uma empresa? Confira algumas dicas que contribuíram para o sucesso do seu novo negócio Para dar um bom nome para a uma empresa é necessário seguir uma série de ...
Entenda o que é crime tributário e saiba como evit... Não é segredo que a elevada carga tributária imposta às empresas brasileiras atrasa o pleno desenvolvimento econômico do país: praticamente um terço d...
AFINAL, QUAL O ICMS QUE DEVE SER EXCLUÍDO DA BASE ... A conclusão da RFB, portanto, é no sentido de que o ICMS a ser excluído da base de cálculo do PIS e da COFINS é apenas o ICMS efetivamente pago pelos ...
Receita suspende débitos automáticos de prestações... Para vencimentos em maio, junho e julho A Receita Federal comunica que, em cumprimento a Portaria ME n.º 201, de 11 de maio de 2020, foram suspens...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta