Empresários dizem que a medida gera novos custos e não elimina fraudes. ” A regulamentação é arbitrária, cria procedimentos burocráticos e não inibe sabotagens”, afirma o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp)Paulo Skaf .

Para o assessor jurídico da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de São Paulo (Fecomércio), Reinaldo Mendes, as fraudes devem continuar. “Maus empregadores poderão obrigar os funcionários a baterem o cartão e voltarem para o trabalho. As relações de trabalho não vão mudar por conta disso”,diz.

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, diz que as empresas não serão obrigadas a usar o ponto eletrônico e podem optar pelo manual ou mecânico. A nova regra entraria em vigor em agosto de 2010, mas foi adiada por pressão de sindicatos e empresas.

Fonte: O Tempo

Veja Também

Restituição de tributos prescreve em 5 anos O prazo prescricional das ações de restituição de tributos pagos indevidamente, sujeitos a lançamento por homologação, é de cinco anos, contado a part...
Os prazos do Imposto de Renda 2016 São Paulo - Em 2016, o prazo para entregar a Declaração de Imposto de Renda começa na terça-feira, dia 1º de março, e vai até o dia 29 de abril. Na...
Declaração de PIS e Cofins assusta profissionais Para o auditor tributário Marco Antônio Pinto de Faria, que desenvolve programas ERP que conversam com o sistema da Receita, a complexidade excessiva ...
eSocial vai incorporar regras da reforma trabalhis... O eSocial, portal para registro de empregados e de eventos como férias e horas extras, vai incorporar, a partir de novembro, as mudanças na legislação...
Ajuste fiscal ajudará a criar sociedade “mai... A equipe econômica do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff tem adotado medidas no sentido de obter maior controle das contas públicas, após o ...
SP terá que recalcular dívidas de ICMS A Fazenda paulista, por determinação da Justiça, terá que recalcular dívidas de ICMS de contribuintes que aderiram ao Programa Especial de Parcelament...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta