Na engenharia civil, constroem-se casas, prédios, etc. Algo palpável, tangível e real, na engenharia de software o que produzimos também é real, mas é abstrato, e principalmente, nosso software é um produto exclusivo e com particularidades, “não construímos o mesmo projeto de software várias vezes”. Isto nos traz algumas dificuldades que outras áreas de engenharia não sofrem.

A falta de importância dada ao planejamento é uma delas, como o produto é abstrato e depende dos anseios e necessidades de nosso cliente, planejar atividades é um desafio que precisa ser encarado e vencido, caso contrário, o projeto estará muito provavelmente fadado ao insucesso.

O Guia de Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (PMBOK) 4º edição, baseia-se em nove áreas de conhecimento que contemplam a Gestão do Projeto, praticamente todas estas precisam passar pelo Planejamento por parte da equipe, são elas: Escopo, Tempo, Custo, Qualidade, Recursos Humanos, Comunicação, Aquisição, Riscos e Integração.

No cotidiano vemos algumas destas áreas são completamente esquecidas em detrimento de outras erroneamente julgadas mais importantes. A falta de especialistas com poder de abstração, concentração e entendimento para planejar também vem sendo um grande problema nas equipes. Por preguiça, falta de cobrança ou até mesmo capacidade e condições, diversos projetos são produzidos sem planejamento, eles seguem o famoso “fazejamento”, esta premissa faz com que todo e qualquer controle do projeto não funcione, pois uma vez que não planejamos, não temos como acompanhar a evolução execução do projeto, tão pouco definir metas e objetivos assertivos.

Não permita que digam que planejar não é importante ou necessário.

Afiando o machado, reduzimos tempo, custo, RH e riscos. Consequentemente aumentamos a qualidade de nossos projetos, pois nos tornamos eficazes.

Vamos criar o hábito de sempre afiar o machado.

Fonte: Administradores.com.br

25/04/2011

Veja Também

Fórmula 85/95 para aposentadoria já impulsiona rom... Valor de benefícios sobe 57% entre julho de 2015 e fevereiro deste ano. Ministério da Previdência avalia que é 'cedo para avaliação mais robusta'. A...
Como tornar o RH um protagonista estratégico Um termo muito utilizado no mundo corporativo é o RH estratégico. De acordo com Álvaro Camargo, consultor de projetos e negócios e professor convidado...
Escrituração Fiscal Digital do PIS/Pasep e da COFI... Sua obrigatoriedade aplica-se às empresas sujeitas a tributação com base no Lucro Real, Lucro Presumido e Arbitrado, não se estendendo às empresas tri...
IR 2011: estudante que completou 25 anos em 2010 é... Entre elas, estão as despesas com dependentes, limitadas a R$ 1.808,40 por pessoa, gastos com educação do dependente, limitados a R$ 2.830,84 (também ...
O direito de driblar os impostos Há quem consiga o bene­fício, como o empresário Alessandro Ilkiu, de 47 anos. Ele tem um filho com autismo e pôde comprar um veículo nacional de até 1...
Governo de SP propõe dar “segunda chanceR... O governo de Geraldo Alckmin (PSDB) apresentou um projeto de lei complementar na Assembleia Legislativa de São Paulo em que propõe dar uma "segunda ch...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta