Ao preencher a declaração de Imposto de Renda, o contribuinte pode doar parte do imposto retido para iniciativas sociais ao invés de simplesmente e/ou automaticamente destiná-lo ao governo.
As regras permitem que parte do valor devido seja destinada a instituições de amparo a crianças e idosos e de apoio ao esporte, cultura e saúde. As doações podem ser feitas a fundos que atendem a causas em âmbito nacional, estadual ou municipal.
A relação dos fundos que podem receber o dinheiro do contribuinte consta no próprio programa gerador, sendo possível, portanto, escolher um fundo, mas não uma determinada entidade.
Depois de fazer a opção, o sistema emitirá um Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), que deve ser pago até o último dia de entrega da declaração, 30 de abril.
Pode aderir à doação na DIRPF 2021 o contribuinte que fizer a declaração completa.

Limites para dedução de doações
Contribuinte que não fez doações dedutíveis ao longo de 2020O regulamento do IR permite que o contribuinte efetue doação após o encerramento do ano-base. Assim, é possível conseguir abatimento agora, ao preencher a DIRPF 2021, de doações limitadas a 3% do imposto devido.
Nesta situação, a doação deve ser direcionada a fundos listados no programa de declaração.

Contribuinte que fez doações dedutíveis ao longo de 2020Doações feitas pelo contribuinte ao longo de 2020 também podem ser abatidas na DIRPF 2021, sendo que, neste caso, o limite é de 6% do imposto devido. Essa é uma forma da pessoa física apoiar de forma mais direta um projeto autorizado a captar esse tipo de recurso.
Caso o limite global de 6% não tenha sido atingido, há ainda a possibilidade de fazer novo incentivo. Por exemplo, se já abateu 4% referente ao ano passado, ainda é permitido abater mais 2%, por meio do direcionamento do imposto a um fundo selecionado na declaração deste ano.


Fonte: RFB

Veja Também

Conceito de “Insumos” para PIS e COFIN... Nova decisão da CSRF encerra a controvérsia no âmbito administrativo? Como sabido, tal transposição conceitual desde então tem sido objeto de fortes c...
Como me proteger ao financiar meu negócio? Um dos assuntos que mais geram insegurança para o microempreendedor brasileiro é a escolha da melhor forma de financiar seu negócio. Dois complicadore...
MP 936: ENTENDA A ESTABILIDADE E MULTAS PARA QUEM ... Ministério da Economia divulgou nota sobre empregadores que têm usado a rescisão contratual como fato príncipe ou força maior para driblar a estabili...
A Importância da Contabilidade Outro grande benefício da prática contábil eficaz é algo decisivo para o sucesso, crescimento e perenidade dos negócios: planejamento e equilíbrio ent...
4 maneiras de remunerar os sócios Quando uma empresa nasce, a principal dúvida dos empresários é como será a sua remuneração. Muitos não têm noção das opções disponíveis e acabam descu...
A responsabilidade do sócio retirante Prestes a entrar em vigor, a reforma trabalhista passou a prever a responsabilidade do sócio retirante, uma vez que não havia essa disposição na Conso...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta