O boleto bancário é a segunda forma de pagamento mais usada no Brasil, só perde para o cartão de crédito. Quantos de nós, ao finalizarmos uma compra online, pedimos para pagar por boleto, pois achamos que será mais seguro? Pois é, não é bem assim. Existem milhares de fraudes cometidas através de um boleto falso. Em 2019, aumentou 55% o número de fraudes em relação ao ano anterior.

Um golpe comum feito pelos criminosos é instalar um vírus no computador das vítimas para alterar os dados de boletos emitidos pela Internet. E assim, redirecionar a quantia depositada para a conta dos golpistas.

Para saber como evitar um boleto falso, confira as 5 dicas abaixo:

Verifique o código de barras

Em um boleto verdadeiro, os números do código de barras aparece na região superior e inferior exatamente iguais. Os três primeiros números da sequência correspondem ao código do banco no qual emitiu o boleto. Esse é um primeiro indicador. Você precisa ficar atento. Se ele não for o mesmo do banco informado no boleto, pode ser um golpe.

Para saber o código de cada banco, acesse.

Confira a fonte de emissão do boleto

Sempre se certifique que a origem do boleto é confiável. Muitos golpistas enviam o boleto falso por e-mail, SMS ou WhatsApp, em vez de usar canais oficiais, como lojas virtuais. Então, se você fez alguma compra online ou acessou um site de negociação, emita seu boleto através do site oficial.

Atenção aos dados do boleto bancário

Erros de português são bem comuns de aparecer em boletos falsos. Sempre verifique se o boleto contém informações como data de vencimento, CNPJ e nome do beneficiário.
Se tiver alguma dúvida, confira se o CNPJ informado é o mesmo da empresa que você teve contato. Para isso, basta fazer uma pesquisa rápida na internet.

Observe o valor

O valor do boleto aparece em dois lugares, no final do código de barras e no espaço “valor do documento”. Caso o valor não seja igual, desconfie que você está com boleto falso. Outro sinal de alerta, é constar um preço diferente em uma cobrança que costuma ter um valor fixo.

Analise os dados do beneficiário

Por fim, outra dica para você prestar atenção é observar que o CNPJ do emissor deve estar descrito no boleto bancário. Pode ser que a empresa use seu nome de Razão Social (nome oficial da empresa), no lugar do nome fantasia.
Se o nome que aparecer no boleto for desconhecido por você, pesquise no site da empresa ou faça uma busca na internet para se certificar.

Agora você está preparado evitar cair no golpe do boleto falso. Ajude seu amigos a se proteger também, compartilhe o texto. 🙂

Fonte: serasa.com.br Por FERNANDA ARAUJO

Veja Também

Cobrança Especial Simples Nacional A Receita Federal do Brasil informa que dará início à cobrança especial dos optantes pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contr...
Todo empreendedor começa descascando batatas. Sabe... Ouvir minha família falar sobre a divisão de tarefas na cozinha para esse feriado de Ação de Graças, incluindo quem iria descascar as batatas, me lemb...
DAS-MEI 2021: CONFIRA OS NOVOS VALORES DA CONTRIBU... Os novos valores do DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) passam a valer a partir de fevereiro; Confira. O novo valor do salário...
ISENÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2020: VEJA QUEM TEM DI... ontribuintes que estão dentro dos requisitos listados são isentos da declaração do Imposto de Renda 2020; Confira. O Imposto sobre a Renda de P...
Contribuintes podem apoiar projetos sociais na hor... O período de entrega da declaração do Imposto de Renda já começou e até a data final, em 29 de abril, pessoas físicas de todo o país podem destinar at...
Empresas do Simples com até dez empregados não pre... “A certificação geraria custos e burocracia para essas empresas e inibiria a formalização de empregados” explica o secretário executivo do comitê, Sil...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta