Afinal, não basta ao empreendedor ter competência no seu negócio, boa capacidade administrativa e produtos ou serviços com boa penetração no mercado. É preciso ir além do básico. Nesse sentido, investir em inovação – seja para os produtos e serviços, na gestão, nas abordagens dos negócios, nos processos ou no uso de tecnologias – é um grande diferencial, que pode transformar a existência de uma empresa.

Por suas próprias características, as ideias, iniciativas, produtos e serviços inovadores tendem a ser valorizados pelo sua capacidade de oferecer novidade, diferenciação, originalidade, exclusividade, praticidade ou agilidade aos processos. A inovação abre portas e mercados, ajuda a ampliar o potencial das empresas e é reconhecida como um indicativo de modernidade e atualidade para as empresas.

Muitas vezes podemos imaginar que inovar custa caro. Isto pode até ser verdade em alguns casos, mas aplicar uma ideia inovadora pode, às vezes, não custar nada. Nesse sentido, inovar é saber usar a criatividade de modo a melhorar processos, sistemas e abordagens que têm potencial de valorizar o trabalho, ampliar resultados, simplificar procedimento ou, até, transformar produtos ou serviços oferecidos em bens únicos, que certamente serão cobiçados pelo público-alvo do empreendimento.

Para ser inovador não basta, também, apenas ser criativo. A pessoa precisa investir em adquirir conhecimentos, se preparar, estudar e manter-se sempre antenado em tudo o que acontece a sua volta. Quem se mantém atento e está preparado a perceber detalhes em tudo amplia seu potencial de desenvolver inovações. Além disso, o uso e domínio das novas tecnologias contribui enormemente para a criação de soluções inovadoras.

Muitas vezes a inovação surge no modo como um gestor e sua empresa abordam o mercado. Enxergar nichos de atuação que ainda não sejam explorados é uma forma muito eficiente de inovar. Propor formas diferentes para o uso de produtos ou serviços já conhecidos é outro modo de colocar a inovação em prática. É por isso que manter a atenção em tudo o que nos envolve é característica essencial do inovador.

Ao final, ao contrário do que muitos podem pensar, o termo inovação não carrega em si o peso da complexidade. Coisas e ideias muito simples têm grande potencial inovador. Os gestores e empreendedores que conseguirem utilizar de forma eficiente a inovação em seus negócios terão em mãos um diferencial de alto valor, que tende a contribuir para a sustentabilidade das micro e pequenas empresas.

Fonte: Revista Incorporativa
15/08/2011

Veja Também

C F C: ALTERA RESOLUÇÃO E NORMATIZA O CONTRATO DE ... - Será obrigatória a manutenção do contrato por escrito de prestação de serviços pelo Profissional da Contabilidade ou a organização contábil. - Fo...
O que é Open Banking e o que muda para MEI e peque... O conceito de “banco aberto” propõe o compartilhamento consentido de dados dos clientes para a criação de produtos e serviços personalizáveis. Ima...
Erros mais comuns das micros e pequenas empresas O executivo, que possui mais de 35 anos de experiência atendendo empresas de diversos portes, afirma que é necessário um plano bem claro, objetivo e d...
Saiba o que é PIX, ferramenta que promete revoluci... Modalidade de pagamentos e depósitos instantâneos vai entrar em vigor no país em novembro; cadastros começam em 5 de outubro Diversas instituiçõe...
O impacto da LGPD nas relações de trabalho O que é a LGPD?A LGPD foi criada para prever e regulamentar questões relacionadas ao tratamento de dados pessoais nos meios digitais, inclusive por ...
7 dicas para maior produtividade no trabalho em ho... Home office pode ser entendido como toda e qualquer atividade profissional realizada dentro de casa. Normalmente esses profissionais montam um quarto ...

Deixe uma resposta