A implantação do sistema de gestão de qualidade nas micro e pequenas empresas é ainda uma prática pouco utilizada no cenário mercadológico. É de fundamental importância analisar este contexto e desenvolver ações que possa conscientizar o microempresário e otimizar os resultados

Com o mercado cada vez mais competitivo, com um número cada vez maior de concorrentes, avanços tecnológicos e consumidores mais exigentes, têm feito com que as organizações adaptem suas estratégias às exigências do mercado visando cada vez mais uma postura competidora. Diante deste cenário, assume grande importância a gestão da qualidade, que visa garantir a satisfação dos clientes e a agregação de valor aos seus produtos, através de criteriosas metodologias.

Porém, hoje na grande maioria são implantados sistemas de gestão de qualidade apenas nas médias e grandes empresas, uma vez que as micros e pequenas empresas resistem a tal iniciativa, levando em consideração primeiramente o fator custo de certificação, e deixando de avaliar o que é, como é, e principalmente quais benefícios poderia trazer para o seu negócio.

Assegura-se que o assunto qualidade, mesmo que de forma indireta e subjetiva, está cada dia mais presente, no dia-a-dia de todas as empresas, independente de seu segmento ou tamanho. Todavia, estamos vivenciando a era de inovações e mudanças, onde as empresas mesmo que pequenas ou micros, devem buscar ter como objetivo redução de custos, otimização de produtos e processos e incremento na satisfação de clientes e consumidores, devida a competitividade nos ambientes organizacionais. Neste momento percebe-se a grande contribuição que o sistema de gestão da qualidade pode trazer, para que esses paradigmas possam ser superados, através de implantação de metodologias que visam adequação da empresa sendo reconhecida pela competência e adequação dos produtos ao mercado, como estratégia de sobrevivência do negócio.

No princípio do sistema de gestão da qualidade, o enfoque era apenas o ambiente produtivo. Com o passar do tempo à nova concepção de gestão da qualidade passou a ser analisado sob um contexto mais amplo que vai desde a origem da matéria-prima, passando por todos os processos internos, até chegar ao consumidor final, visando procurar ao longo da cadeia de valor, onde estão as oportunidades que possam agregar valor ao bem ou serviço final, para assim, desenvolver vantagens competitivas e dar suporte à tomada de decisões num ambiente de alta competitividade.

A implantação de metodologias do sistema de gestão da qualidade nas empresas oferece além da possibilidade de qualificar seus produtos e serviços, uma série de vantagens: aumenta o nível de organização interna, o controle da administração e a produtividade. Além desses benefícios, também leva a redução de custos e do número de erros, e principalmente, melhora a credibilidade junto a seus clientes.

Porém, o trabalho não é fácil, requer acima de tudo um verdadeiro compromisso do empresário, o qual deve estar disposto a romper com os hábitos tradicionais para que possam envolver toda a equipe e direcionar todo o seu foco no cliente final. É fundamental uma cultura de análise de cada ponto da cadeia de valor e distribuição das responsabilidades de forma a gerar uma maior sinergia e tornar o sistema voltado para um processo de melhoria contínua.

É evidente que a implantação de metodologias do sistema de gestão da qualidade é de suma importância para as empresas, independente de seu porte, visto que através das mesmas torna-se possível apurar a eficácia e as oportunidades de ganho das operações. Porém, não existe apenas um caminho como metodologia para implantação do processo da qualidade que garanta o seu sucesso. O essencial é ponderar todos os pontos primordiais e escolher aquele caminho que melhor se adapte ao negócio e a cultura da empresa, com determinação e constância de propósito. Quanto mais adaptado à realidade da empresa e as suas condições, maior a probabilidade de sucesso.

Torna-se necessário a flexibilidade dos envolvidos, dada à amplitude da temática que contempla o desenvolvimento, a manutenção e a melhoria de metodologias do sistema de gestão organizacional, com vistas ao reconhecimento, à prevenção e a superação das necessidades de todas as partes envolvidas: clientes, empresários, colaboradores, fornecedores e sociedade em geral. A gestão pela qualidade situa-se num patamar de relevo nas empresas, pois é ela que irá permear as estratégias e operações a serem implementadas. A especialidade gestão da qualidade trata-se, na verdade, de qualidade na gestão focada em melhores resultados.

Para que seja realizado um bom trabalho de implantação, é essencial que haja um empenhado trabalho de análise que deverá se desenvolver em um clima de inteira confiança mútua e permanente. Cabe, portanto ao empresário decidir se quer realmente mudar. E se deseja vida nova, deverá romper com os hábitos que estão impedindo o seu crescimento e renovar sua decisão de sobrevida do negócio, o que com certeza, impactará em diversos fatores, porém, pode ser uma ótima alternativa de maximização de resultados contra os problemas existentes.

Fonte:Administradores

Link:http://www.administradores.com.br/artigos/negocios/sistemas-de-gestao-de-qualidade-nas-micro-e-pequenas-empresas/80102/

Veja Também

Novo Simples prenuncia o eSocial das MPEs As alterações também se refletem diretamente nas sistemáticas do Sistema Público de Escrituração Digital (SPED), inclusive da Nota Fiscal eletrônica (...
Porque tantos contribuintes caem na malha fina? Nesta semana foi aberto o prazo de entrega das declarações do Imposto de Renda de 2016 e a Receita Federal estima receber 28,5 milhões de declarações....
Férias Coletivas: Aspectos legais a serem observad... As férias coletivas passaram a ser um instrumento de gestão bastante importante para as empresas em geral. São vários os segmentos de mercado empresar...
Notas fiscais inidôneas: como evitar autos de infr... Segundo dispõe o artigo 59 do RICMS/SP, o direito de crédito do imposto decorrente de mercadoria entrada ou prestação de serviço recebida é condicion...
Nova lei abre ‘janela da tarde’ para b... "Agora eu tenho uma vida", diz Katiane Santana, 28. "Quando você dorme no emprego, as pessoas acham que você é escravo e realmente você não tem vid...
O que é necessário para ser um franqueado? O diretor-executivo da Yes Rent a Car Franchising, Raimundo Teixeira, dá algumas dicas do que é avaliado em um franqueado e aponta a seriedade, o espí...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta