Projeto que prorroga a desoneração da folha até 2026 segue em tramitação na Câmara dos Deputados.

O relator do Projeto de Lei 2541/21, que prorroga a desoneração da folha de pagamento até 2026, deputado Delegado Marcelo Freitas, disse que, se o texto não for aprovado, mais de 3 milhões de brasileiros poderão perder o emprego no ano que vem.

“Se nós não prorrogarmos a desoneração da folha, nós poderemos ter, já a partir de 2022, mais de três milhões de desempregados”, afirmou ele no plenário da Câmara nesta quarta-feira (20).

Desoneração da folha

A desoneração da folha está em vigor desde 2011. A partir dela, as empresas podem substituir a contribuição previdenciária, de 20% sobre os salários dos funcionários, por uma alíquota sobre a receita bruta, que varia de 1% a 4,5%.

Atualmente, 17 setores são beneficiados pela medida. São eles: calçados, call center, comunicação, confecção/vestuário, construção civil, empresas de construção e obras de infraestrutura, couro, fabricação de veículos e carroçarias, máquinas e equipamentos, proteína animal, têxtil, TI (tecnologia da informação), TIC (tecnologia de comunicação), projeto de circuitos integrados, transporte metroferroviário de passageiros, transporte rodoviário coletivo e transporte rodoviário de cargas.

A política de desoneração da folha de pagamentos acabaria em 2020. O Congresso Nacional, então, prorrogou até 31 de dezembro de 2021, temendo os efeitos da pandemia de Covid-19 nos setores que mais empregam no país.

Agora, o projeto em tramitação estipula a prorrogação até 2026. O texto precisa ser votado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, na qual Freitas é relator. Depois, deverá ser analisado pelo Senado.

Fonte: Portal Contábeis por Danielle Nader

Veja Também

Fator previdenciário causa grande prejuízo para o ... Considerando a nova expectativa de vida e a mesma idade e tempo de contribuição, um segurado com 55 anos de idade e 35 anos de contribuição que requer...
Empresa que deixa de recompor Quadro Societário te... Embora o Código Civil (Lei nº 10.406/2002) estabeleça, em seu art. 1.033, inciso IV, que empresas envolvidas em processos de retirada, exclusão ou mor...
PRT permite parcelamento de débitos, mas sem desco... O governo federal publicou, na última semana, medida provisória (MP) para instituir o Programa de Regularização Tributária (PRT), ou seja, a possibili...
Consumidor pode cancelar serviços de teles automat... http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/07/1482102-consumidor-pode-cancelar-servicos-de-teles-automaticamente-a-partir-de-hoje.shtml
São Paulo esclarece repartição do ICMS no e-commer... Por Karin Rosário 15.01.2016 A Secretaria da Fazenda de São Paulo editou norma para orientar as empresas não inscritas no Estado como pagar o ICMS...
Boleto do empreendedor individual não será mais en... O microempreendedor individual (MEI) não receberá mais em casa o boleto mensal para realizar o pagamento dos seus tributos, informou o Serviço Brasile...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta