A Instrução Normativa n° 2.078/2022, que regulamenta o Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (Relp), foi publicada no último dia 29 de abril.
Em função da pandemia de covid-19 e da crise econômica gerada pela doença, as micro e pequenas empresas (MPEs), que atravessam sérias dificuldades e podem ser desenquadradas do Simples Nacional, aguardavam a liberação dos aplicativos de adesão ao Relp. O programa possibilita o parcelamento de dívidas apuradas pelo Simples.

Os profissionais da contabilidade são os principais assessores das empresas na adesão ao Relp. Nesse sentido, a FENACON, o CFC e o Ibracon ressaltam a importância de contribuintes e contadores estarem atentos para os pré-requisitos mencionados no art. 8° da Instrução Normativa. As entidades também destacam que os contadores devem orientar os seus clientes sobre essas condições, enviando as informações de forma protocolar.

Dentre as hipóteses de rompimento automático do Programa estão duas condições que o micro e pequeno empreendedor deve levar em consideração. A primeira, referente ao inciso III, prevê o rompimento automático do parcelamento no caso de atraso de qualquer Simples Nacional mensal a partir da data de adesão ao RELP. Já a segunda possibilidade consta no inciso IV, que condiciona a manutenção do RELP à regularidade dos pagamentos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Diante do exposto, a FENACON, o CFC e o Ibracon reforçam que os aderentes ao programa tenham ciência das consequências decorrentes do não cumprimento das regras do parcelamento incentivado, sobretudo, as MPEs. Isso porque essas empresas terão que desistir de parcelamentos feitos no passado, o que poderá causar prejuízos inesperados.

FENACON – portalcontabilsc.com.br

Veja Também

eSocial – Cronograma A transmissão dos eventos iniciais e tabelas deverá ocorrer: a) até 30.04.2014 para produtor rural pessoa física e segurado especial; b) até 30....
Declaração eletrônica vai acelerar devolução de tr... No processo manual, a empresa exportadora é obrigada a comprovar a compra das matérias-primas por meio de notas fiscais. A Receita, então, precisa ana...
Fator previdenciário causa grande prejuízo para o ... Considerando a nova expectativa de vida e a mesma idade e tempo de contribuição, um segurado com 55 anos de idade e 35 anos de contribuição que requer...
SPED Contábil e DIPJ demandam cuidados especiais d... No último trimestre de 2010 e primeiro trimestre de 2011, tivemos uma procura acentuada pelos serviços de revisão integrada de obrigações acessórias, ...
Supersimples indica exclusão de falsas pessoas jur... Ainda em digestão pelos especialistas, a Lei Complementar 147/2014, que ampliou o Simples Nacional, traz uma ressalva para combater o aumento do númer...
Omie firma parceria pioneira com BNDES Software é recomendado para capacitar empresas e ampliar chances de acesso a crédito A Omie, empresa número um em gestão em nuvem p...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta