De acordo com a lei nº 12.685 de Ago/2007 se sua empresa for optante do Simples Nacional, tem direito resgatar crédito da Nota Fiscal Paulista. Seguem abaixo perguntas e respostas para melhor esclarecimento:

  • Quais empresas estão obrigadas a participar?

A participação no projeto da Nota Fiscal Paulista tornou-se obrigatória para os estabelecimentos comerciais localizados no Estado de São Paulo (independente do regime adotado ser o do Simples Nacional, RPA ou outros), e seguiu o cronograma de implantação estabelecido pela Secretaria da Fazenda conforme a atividade principal do estabelecimento.

  • Como faço para saber se o estabelecimento comercial é participante?

Os consumidores poderão consultar os estabelecimentos cadastrados acessando o portal da Nota Fiscal Paulista e clicando em “Estabelecimentos Cadastrados”.

  • Quem fará jus ao crédito?

Todas as pessoas físicas que possuam CPF, Entidades sem fins lucrativos (Assistência Social / Defesa e Proteção Animal / Educação / Saúde) devidamente cadastradas em suas respectivas Secretarias, condomínios edilícios e empresas optantes pelo regime do Simples Nacional podem se beneficiar dos créditos.

  • A partir de qual valor de compras no documento fiscal haverá crédito?

O documento fiscal poderá ter qualquer valor, entretanto o consumidor terá direito aos créditos proporcionais ao valor de suas compras.

  • Como proceder para obter créditos?

O consumidor deverá exigir, nos estabelecimentos comerciais participantes da Nota Fiscal Paulista, o documento fiscal no ato da compra, informando seu CPF ou CNPJ. Após os cálculos dos créditos, o consumidor deverá aguardar a liberação para utilização e selecionar uma das opções disponíveis no sistema.

  • Se o consumidor adquirir mercadoria em outro estado tem direito ao crédito?

Não. O direito ao crédito somente está previsto para aquisições ocorridas em estabelecimentos situados no Estado de São Paulo.

  • Como faço para consultar o meu saldo de créditos disponíveis? Como faço para consultar o meu saldo de créditos disponíveis?

Basta acessar o sistema da Nota Fiscal Paulista, mediante CPF e senha do usuário, clicar em “Conta Corrente” e, em seguida, “Consultar”.

  • Como faço para utilizar meus créditos e/ou prêmios?

Após acessar a opção “Consultar” do menu “Conta Corrente”, havendo créditos disponíveis superiores a R$ 25,00, o consumidor poderá utilizá-los. Para isso, deverá clicar em “Utilizar Créditos”.

Em seguida escolherá entre depositar seus créditos em sua conta corrente ou conta poupança.

A opção para abatimento do valor do IPVA é disponibilizada apenas durante o mês de Outubro e não é necessário possuir créditos disponíveis superiores a R$ 25,00.

Para informações detalhadas, consulte o Manual do Consumidor, através do endereço: http://www.nfp.fazenda.sp.gov.br/manuais.shtm.

Fonte: http://www.nfp.fazenda.sp.gov.br/perguntas.shtm

 

Veja Também

Nova modalidade de empresa pode impulsionar os peq... Em 24 de abril de 2019, foi promulgada a Lei Complementar n.º 167, que criou uma nova espécie de empresa denominada Empresa Simples de Crédito (...
Problema pessoal afeta a produtividade da empresa Levantamento da consultoria Blue Numbers junto a 60 companhias indica que funcionários estão gastando horas de trabalho para resolver dificuldades ...
Novo Simples só vale para empresa com folha de sal... Apenas empresas com uma folha de pagamento alta em relação a seu faturamento devem se beneficiar com a inclusão de novas categorias no Simples (regime...
Ninguém sabe que você é um cachorro Na internet, qualquer um poderia ser o que quisesse e ninguém ficaria sabendo. Foi com essa frase, ilustrada com uma charge, que a revista New Yor...
4 Habilidades empreendedoras fundamentais que pode... Por Neil Patel Enquanto todo mundo aprende teorias na escola, empreendedores descobrem coisas no mundo real. Se você abre uma grande ou pequena emp...
3 citações essenciais para qualquer empreendedor Warren Buffet tem algumas lições de vida preciosas. Aqui estão algumas delas As 3 citações favoritas de Warren Buffet para James Berman, e que todos ...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta