Valor do licenciamento antecipado é de R$ 98,91 e depende de pagamento do IPVA junto; para veículos 0 km adquiridos a partir do dia15, preço passa para R$ 131,80. Motorista pode optar por aguardar calendário normal.

A emissão do certificado de registro e licenciamento de veículos mudou a partir desta semana e passa a ser exclusivamente no formato eletrônico. A versão anterior, em papel moeda e verde agora será virtual, no celular. O pagamento antecipado do licenciamento dos veículos para 2021 custa R$ 98,91 até o dia 14 de janeiro. A partir do dia 15, o valor é de R$ 131,80, valendo inclusive para veículos 0 km adquiridos a partir desta data (veja mais abaixo).

Com a mudança no começo deste ano, os donos de veículos estão enfrentando problemas de acesso ao sistema do Detran. O novo documento será chamado de CRV Digital.

O novo Certificado de Registro de Veículos (CRV) pode ser feito apenas pelo celular, por meio de um aplicativo. A mudança é definitiva. Para fazer o documento, é preciso baixar o aplicativo da carteira digital de trânsito, fazer o cadastro e ir na aba veículos. Basta clicar no botão licenciamento digital, informar o Renavam (que fica no licenciamento) e o código de segurança, que fica na CRV.

Depois é só baixar o documento, que fica armazenado no aplicativo, no celular. Mesmo sem internet ele fica disponível sempre que precisar.

O processo também pode ser feito no aplicativo do Poupatempo, clicando no botão serviços, no canto esquerdo da tela. Em seguida, clicar em veículos e colocar os dados do veículo. O veículo precisa estar sem débitos.

O documento vale para apresentar para os policiais de trânsito na rua, como usar para transferir a propriedade do carro quando ele é vendido. Por garantia, recomenda-se imprimir o documento e mostrar o QR Code.

Quem já tem o documento antigo, em papel moeda verde, pode permanecer com ele, mas quando comprar um novo carro irá receber a nova versão do documento.

“Os documentos estão salvos nos aplicativos, no seu smartphone, tanto os do governo estadual quanto do governo federal, no aplicativo do Poupatempo e você pode salvar como uma imagem dentro do seu telefone. Mais uma vez: o que vale é o QR Code que tem esse documento e é por ele que o agente fiscalizador vai dar autenticidade desse documento. Portanto, é muito seguro que você deixe isso salvo dentro do aplicativo, mas também pode deixar fora é uma alternativa, mas também pode deixar ele impresso dentro do veículo”, disse Ernesto Mascellani Neto, presidente do Detran/SP.

A mudança pode provocar congestionamento no sistema. “Pode haver a instabilidade de sistema porque foi um desenvolvimento foi muito rápido e a gente tem muita demanda. Mas os sistemas estão funcionando”, disse Neto.

As denúncias podem ser feitas no Procon-SP. O pagamento do IPVA para as placas 1 já vence a partir desta quinta-feira (7). O seguro DPVAT não será cobrado esse ano. De acordo com a seguradora responsável pelo tributo, a cobrança não será feita porque o DPVAT tem recursos em caixa suficientes para as indenizações.

Licenciamento antecipado

O Detran de São Paulo divulgou o calendário para pagamento antecipado do licenciamento dos veículos para 2021, com o valor de R$ 98,91 até o dia 14 de janeiro. A partir do dia 15 deste mês, o valor é de R$ 131,80 – um aumento de cerca de 40% em relação pagamento não antecipado do ano passado, que era de R$ 93.

O pagamento do licenciamento antecipado deve ser feito junto com o pagamento do IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor), segundo o Detran, que poderá ser quitado em cota única, com desconto, ou parcelado.

Quem não optar por essa modalidade, pode aguardar o calendário de licenciamento anual, de acordo com o final da placa. Pelo calendário, o licenciamento anual obrigatório no Estado de São Paulo começa em 1º de abril e vai até dezembro, exceto para caminhões e tratores, cujos prazos vão de setembro a dezembro (clique aqui e confira todo o calendário de pagamento)

Para licenciar o veículo é preciso informar o número do Renavam e pagar via internet banking, aplicativo ou caixa eletrônico, os débitos do veículo – IPVA, possíveis multas e a taxa de licenciamento. Neste ano, o processo é totalmente digital.

Em 2021 também não haverá cobrança de taxa do seguro DPVAT, conforme decisão do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP).

Fonte: g1.globo.com Por SP2 e G1 SP

Veja Também

Pensar na sucessão em vida traz tranquilidade e se... As novas formas de constituição familiar e empresariais trouxeram consequências impactantes para o Direito Sucessório. Antes, o núcleo tradicional pas...
Isenção de Imposto de Renda e Distribuição de Lucr... Muito se fala a respeito de os lucros de uma empresa serem isentos de Imposto de Renda, seja em palestras, artigos, matérias ou colunas de jornais e r...
ICMS/Sp – Fazenda lança projeto piloto para ... A Secretaria da Fazenda lançou nea quinta-feira retrasada, 23/11, o Pós-validador da Escrituração Fiscal Digital (EFD), mais uma iniciativa desenvolvi...
Regime de bens entre os cônjuges pode ser alterado... O artigo 1.639 do Código Civil passou a permitir a alteração do regime de bens entre os cônjuges mediante autorização judicial e com justificado mot...
Refis para o Supersimples no ‘Conselhão̵... Essa proposta é uma das apoiadas pelo empresariado Uma das propostas que devem ganhar força nesta semana é a da criação de Refis, programa de r...
O QUE POSSO TRAZER DO EXTERIOR SEM SER TAXADO? O que posso trazer do exterior sem ser taxado, muitas pessoas têm essa dúvida, para evitar a indesejável surpresa de ser tributado na volta de viagem...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta