Existem maneiras de reduzir os impostos da sua empresa de forma legal. Para isso, é fundamental que o empresário se organize no que tange a carga tributária. Afinal, boa parte do faturamento da empresa é destinado às obrigações legais.

Para manter os lucros, os empresários precisam continuar trabalhando duro, inovando e buscando alternativas para se destacar no mercado competitivo. 

Todavia, nada impede que algumas estratégias para reduzir os impostos sejam utilizadas. 

Como pagar menos impostos?

A própria legislação fiscal permite alterações dentro da empresa que podem reduzir a carga tributária. Entretanto, é necessário realizar alguns ajustes, confira!

#Faça um planejamento tributário 

No planejamento tributário algumas questões devem ser levadas em conta, como por exemplo: Margem de lucro, Expectativa de faturamento, despesas operacionais e com funcionários e o histórico da empresa.

O mais indicado é que um contador tributarista faça essa avaliação. Dessa forma, ele poderá definir qual é o melhor regime de tributação para a empresa, se é Lucro Real, Lucro Presumido ou Simples Nacional.

definição do regime de tributação adequado à atividade da empresa e faturamento é essencial para garantir uma redução de impostos.

#Contrate alguns profissionais terceirizados

A folha de pagamento realmente pesa no financeiro da empresa,  isso acontece porque os impostos são altos para manter um colaborador CLT.

Uma alternativa para não reduzir o quadro de funcionários é contratar empresas que terceirizam a mão de obra como: Segurança, transporte, financeiro, limpeza e contabilidade.

Além de reduzir os impostos, a empresa não terá necessidade de fazer o recolhimento de fundo de garantia, INSS, IRRF e pagar o 13º salário.

#Considere reduzir o pró labore

Os sócios de uma empresa tem pró labore, é onde incidem contribuições de INSS, FGTS, Férias, 13º e IR.

Contudo, existe uma forma de definir um pró labore que seja isento de IR, por isso, é necessário reduzir. 

O mínimo para o pró labore é um salário mínimo, abaixo disso não tem recolhimento de contribuição.

Isso não quer dizer que os sócios vão receber menos dinheiro, afinal, esses valores podem ser retirados como forma de lucro aumentando as retiradas mensais ficando livre de IR pessoa física.

No entanto, isso só é possível se a empresa tiver lucros acumulados, caso contrário, pode configurar em distribuição antecipada de lucros e caracterizar pagamento disfarçado de salário e ter problemas com a fiscalização.

A melhor solução é solicitar a orientação de um contador, dessa forma, tudo é feito dentro dos termos da lei.

#Aproveite os incentivos fiscais oferecidos a sua empresa

Alguns segmentos de mercado têm acesso a benefícios fiscais oferecidos pelos governos municipais, estaduais e até federais. O objetivo é tornar alguns setores do mercado mais competitivos ou fazer com que determinada região atraia mais empresas.

Dependendo das vantagens, é válido pensar na mudança de endereço da empresa. Contudo, é importante considerar o custo com deslocamento de funcionários, transporte para entrega de insumos e outras questões que podem aumentar os gastos da empresa por conta da nova localização.

#Fique atento aos créditos que a empresa tem direito

Muitas empresas pagam impostos indevidamente, por isso existe a recuperação tributária, onde é possível recuperar as taxas que são pagas em demasia.

No entanto, para garantir a recuperação de tributos, é importante que a empresa tenha controle dos tributos pagos. No geral, é necessário fazer um levantamento para analisar se esse é o caso da sua empresa.

Detectando isso, a empresa pode entrar com um procedimento administrativo para solicitar a recuperação tributária.

Vale lembrar que é necessário ter um contador eficiente e especializado em tributação para conseguir reduzir os impostos da sua empresa. Afinal, se trata de uma parceria, onde são analisados todos os pontos da legislação para evitar que a empresa pague mais impostos do que realmente deveria.

Fonte: .contabilidadenatv por Fabio Favari

Veja Também

Empresa pode pagar dívida do Refis com crédito tri... A empresa de transporte fez vários parcelamentos tributários na Receita Federal e estava pagando mais de R$ 150 mil em tributos por mês, mas nos últim...
Empresas necessitam de planejamento tributário e s... Nota-se que muitas empresas em expansão, seja de pequeno, médio ou grande porte, ainda possuem uma estrutura societária inapropriada e por não terem r...
Mudanças no Supersimples: o que o dono de pequeno ... Lei estende benefícios para 140 novas categorias. Regras começam a valer a partir de 1º de janeiro de 2015 e devem alcançar mais de 450 mil empreendim...
Prazo para entrega da DIRF 2015 termina no próximo... Para empresas que optam pelo Simples Nacional, bem como pessoas físicas A Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte – DIRF 2015, relativa ao ano...
O mercado está nervoso. Qual é a melhor estratégia... Renda fixa oferece boa rentabilidade, mas diversificar é necessário Brasil perde grau de investimento, a taxa básica de juros está muito alta, ...
Dinheiro tem, mas crédito não chega aos pequenos n... Desde os primeiros momentos da pandemia, quando o governo federal anunciou medidas emergenciais para socorrer pequenas empresas e MEIs ...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta