Através do PPI 2021 débitos poderão ser pagos em até 120 parcelas com redução de juros e multas. A Lei n° 17.557/2021 que institui o Programa de Parcelamento Incentivado de 2021 – PPI  no município de São Paulo foi publicada hoje, dia 27/05. O PPI 2021 permite a regularização de débitos decorrentes de créditos tributários e não tributários, constituídos ou não, inclusive os inscritos em Dívida Ativa, ajuizados ou a ajuizar, em razão de fatos geradores ocorridos até 31 de dezembro de 2020.

Não poderão ser incluídos no PPI 2021 os débitos referentes obrigações de natureza contratual; infrações à legislação ambiental; e saldos de parcelamentos em andamento administrados pela Secretaria Municipal da Fazenda, exceto os débitos tributários remanescentes de parcelamentos em andamento, celebrados na conformidade do art. 1º da Lei nº 14.256/2006. 

Portanto, estão contemplados no PPI 2021 débitos de ISS e IPTU.Benefícios de adesão ao PPI 2021 Sobre os débitos consolidados serão concedidos descontos diferenciados, na seguinte conformidade: 

I – relativamente ao débito tributário: 

a) redução de 85% (oitenta e cinco por cento) do valor dos juros de mora e de 75% (setenta e cinco por cento) da multa, na hipótese de pagamento em parcela única; 

b) redução de 60% (sessenta por cento) do valor dos juros de mora e de 50% (cinquenta por cento) da multa, na hipótese de pagamento parcelado; 

II – relativamente ao débito não tributário: 

a) redução de 85% (oitenta e cinco por cento) do valor dos encargos moratórios incidentes sobre o débito principal, na hipótese de pagamento em parcela única; 

b) redução de 60% (sessenta por cento) do valor dos encargos moratórios incidentes sobre o débito principal, na hipótese de pagamento parcelado.   Parcela mínima: 

Pessoas físicas = R$ 50,00. 

Pessoas jurídicas = R$ 300,00  

Prazo de adesão Último dia do 3° mês subsequente à publicação da regulamentação do PPI. Portanto a adesão ao PPI ainda depende de publicação de Decreto. Lei n° 17.557/2021


Fonte: https://www.capital.sp.gov.br/

Veja Também

Gestão de Desempenho – Por Que Avaliar Pesso... Este é um processo que deve ser considerado como uma etapa formal de medir desempenho dos colaboradores, do seu agir individualmente e em grupo, visan...
5 dicas de gestão financeira para o pequeno empree... A gestão financeira para o pequeno empreendedor é fundamental, assim como para o médio ou grande. Não importa o tamanho da empresa e muito menos o se...
AULA PRÁTICA ONLINE: Como fazer seu preço de venda... Olá, Nessa edição do Café com a Jota convidamos o professor e consultor financeiro Marcos Naitzk para uma aula rápida e o...
Mudanças do Supersimples entrarão em vigor em 2018... As tão esperadas mudanças no Simples Nacional, agora chamado de Supersimples, foram finalmente enviadas para sanção presidencial. A Câmara dos Deputad...
A bitributação do ISSQN na prestação de serviços... O Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza é de competência dos municípios, conforme previsto no artigo 156, inciso III da Constituição Federal e r...
Novas regras do ISS podem levar empresas a São pau... São Paulo – Com as mudanças na cobrança do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), para que os municípios recebam o recurso já em 1º de jan...

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta